- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Surpreso. Assim estava o treinador do Criciúma após a partida com o Inter de Lages. Isso devido à presença dos quase 2.500 torcedores no estádio Heriberto Hülse. Deivid ficou feliz com o apoio gerado pelas arquibancadas contra o time serrano. “Nós viemos de um resultado negativo diante do Fluminense, depois empatamos em 4 a 4 em casa, onde ficou um sabor de derrota, depois perdemos para o Joinville. Foi uma surpresa muito grande, o torcedor vir. A gente sabe que o horário não ajuda muito, mas o torcedor veio, apoiou e incentivou. Então isso é um ganho muito grande. Para os jogadores, isso passa muita confiança. Eu estava falando para eles: o torcedor hoje jogou junto. Esse é o torcedor do Criciúma. Eu, quando vinha como adversário, sentia esse peso. Claro, que, na medida em que formos ganhando, o público vai aumentando, mas foi um ponto muito positivo. O torcedor jogou o tempo todo com o nosso time”, destacou.

 

O técnico ressaltou que o apoio da torcida é fundamental para a maturidade do time. “Isso é muito importante, porque nós temos, hoje, um time de jovens. A média de idade é 19, 20, 21 anos. Tem jogadores que amadurecem mais rápido e outros não. A gente está em um processo de evolução. A nossa obrigação era de ganhar esse jogo para sonhar ainda com a conquista, mas o torcedor hoje está de parabéns porque jogou junto com a equipe e isso é muito importante. Hoje fiquei muito feliz com o torcedor do Criciúma”, disse.

Deivid aponta a falta de consistência do time como um dos principais pontos de atenção para os próximos jogos. “A gente tem que terminar o jogo da mesma forma como começamos. Olha quantas oportunidades nós tivemos no primeiro tempo. No segundo, a gente não está conseguindo. Está faltando um pouco de consistência. Nós temos que treinar para que isso não aconteça”, enfatizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.