Polícia Civil elucida 90% de crimes

Números são considerados positivos na região do Vale do Araranguá. Em Criciúma, índice também é satisfatório

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Araranguá/Criciúma

- PUBLICIDADE -

Um balanço das resoluções de crimes, solicitado pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil, apresenta números positivos no Sul de Santa Catarina. O levantamento geral de 2019 mostra um índice de 90% de casos elucidados pelos policiais na região do Vale do Araranguá. “Os índices são muito positivos de resolução e apontamento de autoria, que resultaram em mais de 90%. Sem contar, é claro, que alguns desses inquéritos estão em fase final e não foram computados. Os índices podem melhorar mais ainda. Podemos concluir que os índices ultrapassam esse números de 90%”, enfatiza o delegado regional do Extremo Sul, Diego Archer de Haro.

Os números contemplam os 15 municípios do Vale e engloba os crimes de homicídio consumado e tentado, alem de latrocínio, que não é considerado um ato contra a vida. Mesmo com um número menor que o necessário de policiais, a instituição apresenta números similares aos resultados europeus. “São números no mesmo patamar de países europeus, como a Inglaterra, que tem uma estrutura diferenciada em relação ao Brasil. Mesmo com um contingente diminuto, mas com policiais civis engajados e competentes, com o apoio da própria instituição, nós conseguimos dar uma resolução muito positiva nesses crimes graves e de grande repercussão em todo o Estado e, especificamente, o Vale do Araranguá que engloba, aproximadamente, 15 municípios”, pontua o delegado.

Um dos casos elucidados aconteceu no final de março. Pai e filho foram baleados e o pai,  de 43 anos, não resistiu ao tiro no peito e morreu no local. O filho, de 23 anos acabou alvejado na perna. Na cena do crime ainda estavam caídos uma vítima de 29, que foi agredido com pauladas na cabeça e de 19 anos que não teve ferimentos. Um autor e o comparsa foram autuados em flagrante pelos crimes de tentativa de homicídio, homicídio e posse ilegal de arma de fogo.

Na Região Carbonífera, Criciúma apresenta um total de sete homicídios em 2019. Destes, cinco foram esclarecidos, em um total de 71%. Neste ano, aconteceram dois latrocínios e ambos foram resolvidos, com 100% de eficácia.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.