Criciúma: Projeto do Serviço Aeromédico avança com visita

Também estiveram em Chapecó os representantes da Unesc, Prefeitura de Criciúma, Samu e Saer

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Integrantes da comissão liderada pelo vereador Tita Belloli (MDB) visitaram a base do Serviço Aeromédico e a Secretaria de Saúde de Chapecó. Eles obtiveram informações sobre custos e a parte operacional do Serviço. “Os municípios cedem os funcionários, médico e enfermeiro, para fazer o atendimento aeromédico”, comenta o vereador.

- PUBLICIDADE -

Também estiveram em Chapecó os representantes da Unesc, Prefeitura de Criciúma, Samu e Saer. “Agora, com as informações que colhemos em Chapecó, vamos montar um projeto para Criciúma. A comissão se reunirá para avançar nas conversas”, finalizou Belloli.

Hoje, em Criciúma, a locomoção de uma ambulância até o ponto de emergência pode levar até 40 minutos em horários de grande movimento. Com a instalação do serviço esse percurso pode reduzir em até nove minutos. Além do tempo de transporte do paciente, o projeto também contribuirá com qualificação nos primeiros socorros. A iniciativa deverá atuar de Passos de Torres a Imbituba, cobrindo 50 municípios do Sul de Santa Catarina.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.