Araranguá: Dupla é condenada a mais de oito anos de prisão

Os réus, presos desde 6 de junho de 2018, foram submetidos ao crivo de um júri popular

Imagem ilustrativa
- PUBLICIDADE -

Araranguá

Em um julgamento que teve mais de 20 horas, um júri popular, em Arararguá, composto por sete integrantes, acompanhou a tese do Ministério Público e condenou Gabriel Patrício Leandro, o Pit, e Luciano Silvério Rodrigues, a oito anos e três meses de reclusão. A dupla já cumpriu um ano de prisão, que deverá ser comutado da pena. O crime ocorreu em uma festa, em maio de 2018.

- PUBLICIDADE -

Os criminosos foram presos, acusados de agressão a Pablo César Machado, vítima de tentativa de homicídio, e Guilherme Graziel Wrasse, que foi agredido, mas conseguiu se livrar após ter sido ajudado pela namorada e por pessoas que estavam no local na hora da briga, que envolvia muitos jovens: a maioria menores de 18 anos.

O fato ocorreu durante uma festa na praia de Morro dos Conventos. Gabriel e Luciano foram acusados de agredir, com ajuda de um grupo de adolescentes, a Pablo, Guilherme e outras vítimas que o Inquérito Policial não conseguiu identificar. Testemunhas contaram que as vítimas foram agredidas com garrafas, capacetes, paus e até com uma tampa de vaso sanitário.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.