União histórica na Câmara de Morro da Fumaça

Assim que assumiu a presidência, Tiago Minatto anunciou uma série de medidas, todas com foco em economia máxima.

Luana Mello
- PUBLICIDADE -

Histórica na política de Morro da Fumaça, a união de três partidos na Câmara de Vereadores promete movimentar o cenário político local. MDB, PP e PR se articularam na última eleição para o legislativo. “A nossa união representa o desejo de uma relação harmoniosa que esteja em sintonia com a administração”, enfatiza o presidente Tiago Minatto (MDB). Junto da mesa diretora, ressaltou que essa composição diversificada é uma conquista importante para Morro da Fumaça. “Dialogar entre todos os vereadores e promover a democracia em debates parlamentares e projetos de interesse da população”, evidencia, relembrando que nem sempre foi assim.

Assim que assumiu a presidência, Minatto anunciou uma série de medidas, todas com foco em economia máxima. Entre elas, abriu mão de nomear assessor jurídico, função de livre nomeação da presidência. O cargo não será ocupado em sua gestão, e segundo ele, a economia será de R$ 106 mil.

- PUBLICIDADE -

Além dele, os vereadores Raimundo Marques (MDB), Jerson Maragno (PP), Antonio Ary Deluca (PP) e Alison Feliz Bertan (PR), abriram mão de assessores parlamentares, economizando assim R$ 219 mil no ano. A decisão foi tomada em conjunto pelos vereadores.

Confira outras medidas na edição de hoje do DN.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Carla Giassi

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.