Romanna Remor se pronuncia sobre citação em operação da PF

Ela foi incluída na investigação devido ao período em que foi secretária de Estado da Assistência Social

- PUBLICIDADE -

Palhoça

Romanna Remor, ex-deputada e ex-vereadora de Criciúma, está na lista de oito pessoas com quem o prefeito Gean Loureiro, de Florianópolis, não pode manter contato. Ele recebeu a ordem na terça-feira, 18, como parte das investigações da Operação Chabu, da Polícia Federal (PF), que o manteve detido durante todo o dia. Gean foi liberado ainda na noite deste dia 18.

- PUBLICIDADE -

Romanna foi incluída na investigação devido ao período em que foi secretária de Estado da Assistência Social no governo Eduardo Moreira. Ela publicou uma nota, nesta quarta-feira, onde retrata uma troca de mensagens com Loureiro a respeito de uma funcionária da pasta – na época em que era secretária.

A operação busca detalhes sobre uma articulação que fazia vazar informações de ações policiais, envolvendo empresários, políticos e agentes públicos.

Confira a íntegra da nota

Nota à imprensa

Diante da notícia divulgada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), venho informar que estou à disposição para esclarecer qualquer questionamento relativo à minha gestão frente à Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação de Santa Catarina.

Dos nomes citados, conheço o Prefeito Gean Loureiro e o ex-Secretário Luciano Veloso, com os quais interagi no ofício da função e com quem não tenho qualquer contato desde que deixei o cargo em 28 de Dezembro de 2018.

Soube que minha inclusão na investigação se deu em função de uma mensagem do Prefeito Gean Loureiro na qual pedia pela permanência em cargo comissionado de uma servidora pública nomeada na gestão anterior. Quando do pedido, já havia definido pela manutenção desta servidora, bem como de outros poucos que vinham da gestão anterior e gozavam de boa reputação profissional junto à equipe técnica efetiva da Secretaria, especialmente em função do meu curto período à frente da pasta em final de mandato e da necessidade de continuidade e bom andamento dos trabalhos.

Palhoça/SC, 18 de Junho de 2019.
Romanna Remor

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.