EXCLUSIVA: governador fala sobre Casan, eleições e mais

Carlos Moisés da Silva declarou seu apoio à candidatura de Daniel Freitas à Prefeitura de Criciúma

- PUBLICIDADE -

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL), concedeu uma entrevista exclusiva ao colunista do Tribuna de Notícias, Adelor Lessa, e falou sobre temas como o contrato entre Casan e Prefeitura de Criciúma, Eleições Municipais de 2020, entre outros assuntos.

Sobre a Casan, Moisés afirmou que a proposta de repassar 7% de royalties ao Município não está mais de pé, voltando a conceder os 5% anteriormente oferecidos. “Não, a Casan avançou além do que oferece aos municípios em geral, a Casan tem quase R$ 200 milhões de investimentos na cidade, o município não pode virar as costas para um programa desse. Não pode ser assim. O município seria demandado para devolver aquilo que de forma inapropriada se apropriou”, disse o governador.

- PUBLICIDADE -

Moisés também deixou claro que, caso o deputado federal Daniel Freitas (PSL) aceite concorrer, será ele o seu candidato à Prefeitura de Criciúma em 2020. “Em um primeiro momento houve uma resistência pelo mandato de deputado federal, se ele assim mesmo aceitar nós vamos apoiar ele em Criciúma, não tem dúvida”, afirmou.

Ele ainda comentou sobre a própria reeleição ao Governo do Estado, sem confirmar ou descartar a possibilidade. “Três anos e meio passam muito rápido. O dia de amanhã a Deus pertence, mas não nego que estou disposto a fazer as entregas. Se há planos, projeto se vontade de continuar sendo criativo, vou para o pleito sim”, pontuou.

Mais informações sobre a entrevista exclusiva do governador estão na coluna de Adelor Lessa, na edição desta quarta-feira do Tribuna de Notícias.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.