Criação de Samae é aprovada na Câmara

Caso mantenha decisão de rompimento com a Casan, prefeito Clésio Salvaro terá órgão para gerir serviços de água e esgoto

- PUBLICIDADE -

Os vereadores de Criciúma aprovaram ontem, por nove votos a três, a criação do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae). O Projeto de Lei de autoria do Executivo já tramitava na Câmara desde março, mas só ontem entrou em votação. A partir de agora, caso queira romper seu contrato com a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), o prefeito Clésio Salvaro (PSDB) já terá um órgão para gerir os serviços para o Município.

A pretensão de assumir a gestão do abastecimento de água e do tratamento de esgoto foi, inclusive, a justificativa da Prefeitura para pedir regime de urgência na tramitação do PE. “O Projeto de Lei se reveste de absoluta importância, considerando a possibilidade de o Município de Criciúma assumir os serviços a serem prestados pela autarquia municipal, e hoje executados pela CASAN”, traz parte da justificativa.

- PUBLICIDADE -

A aprovação da criação de um Samae em Criciúma ocorreu um dia após o prefeito de Siderópolis, Hélio Cesa, o Alemão (MDB), renovar o contrato de sua Prefeitura com a Casan por 30 anos. Com essa decisão, Siderópolis deixou o bloco de municípios que, ao lado de Criciúma, projetavam a possibilidade de romper com a estatal e formar um consórcio intermunicipal para a gestão dos serviços. As demais cidades envolvidas são Forquilhinha, Içara, Maracajá e Nova Veneza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.