Vereadores de Siderópolis levam reivindicações ao Deinfra

Parlamentares foram recebidos na tarde desta terça-feira (02) pelo superintendente regional, Gustavo Taufembach

- PUBLICIDADE -

Representada pelos vereadores Franqui Salvaro (PSB) e Pedro Valcir de Souza (PP), o Sargento Valcir, a Câmara de Siderópolis levou reivindicações ao Superintendente Regional do Deinfra, Gustavo Taufembach, na tarde desta terça-feira (02), na sede do departamento em Criciúma.  No encontro os parlamentares sugeriram um convênio com o Governo do Estado para manutenção básica como limpeza geral nas rodovias estaduais dentro do município de Siderópolis nos limites com Criciúma e Treviso, além da construção de trevo alemão e instalação de lombadas e um estudo de contenção da Serrinha.

A intenção, conforme o vereador Franqui Salvaro, é unir forças com o Executivo Municipal para trazer melhorias para a cidade. “Há anos tentamos estas solicitações e não somos atendidos”, destacou o vereador. O superintendente regional do Deinfra, Gustavo Taufembach, reforçou que está há poucos dias no cargo, mas avaliará a possibilidade mediante custos e recursos e aguardará o resultado da reunião do Governador Carlos Moisés da Silva com os prefeitos. “Ninguém melhor e mais rápido que o próprio município para apontar o que realmente precisa”, salientou. Entretanto, adiantou que melhorias de grande porte, conforme já anunciou o Governador, se darão somente a partir do próximo ano.

- PUBLICIDADE -

Os vereadores se comprometeram em entregar ainda esta semana a Taufembach, um documento com todas as reivindicações feitas pelo Legislativo de Siderópolis nos últimos anos ao Deinfra. “Fomos muito bem recebidos e acredito que colheremos bons resultados”, comentou o vereador, Sargento Valcir.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Siderópolis

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.