Paiol assume cadeira no Legislativo nesta terça-feira

Ele assume a cadeira após decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SC) que cassou o mandato de Angela, que se elegeu pelo PP, mas migrou para o MDB

- PUBLICIDADE -

Marciano Bortolin

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Notificado nesta segunda-feira para assumir a cadeira de Angelo Mello, do MDB, na Câmara de Vereadores de Criciúma, Edson do Nascimento, o Paiol, do PP, destaca que a luta pelas comunidades ficará ainda mais forte a partir de agora. Ele assume a cadeira após decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SC) que cassou o mandato de Angela, que se elegeu pelo PP, mas migrou para o MDB.

Presidente da União das Associações de Bairros de Criciúma (UABC), Paiol trocou telefonema com o presidente da Câmara, o colega de partido Miri Dagostin para se interar dos procedimentos a serem tomados. “O Legislativo tem o prazo de até dez dias para chamar o suplente, ou seja, posso ser convocado hoje, como daqui a nove dias”, cita.

O suplente de vereadores salienta que a partir de agora as comunidades da cidade terão ainda mais voz. “Costumo dizer que sendo vereador as portas se abrem mais fáceis. Vou dar continuidade aos trabalhos feitos nas comunidades. Serei um vereador diferenciado, conheço cada canto, cada problema. O meu papel é representar as comunidades, ajudar a fortalecer os movimentos comunitários”, diz.

 

O pedido de cassação do mandato de Angela Mello por infidelidade partidária partiu do PP e não de Paiol. “Eu poderia ter entrado, mas foi o partido. Estou seguro que não perco o mandato, se recorrerem, no TSE já têm decisões no mesmo sentido”, completa.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.