Içara: Vigilância Epidemiológica alerta sobre animais peçonhentos

Distração ao fazer limpeza e manutenção de ambientes pode levar a incidentes

Foto: Divulgação/Prefeitura de Içara
- PUBLICIDADE -

Içara

No verão, com o aumento das temperaturas e, consequentemente, das chuvas, aumenta também o risco de acidentes com animais peçonhentos. As enchentes também contribuem para ocorrências desses casos. Em caso de picadas e mordeduras desse tipo de animal, a orientação é que a vítima procure o serviço de saúde mais próximo logo nas primeiras horas da ocorrência. O alerta é da Vigilância Epidemiológica de Içara, com base em informações da Divisão de Vigilância Epidemiológica do estado (Dive).

- PUBLICIDADE -

Conforme a coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Içara, Laura Gomes Maté, o município não tem recebido muitas notificações com casos envolvendo esse tipo de animal. “Geralmente quando recebemos são acidentes leves, que não necessitam do uso do soro antiveneno, mas mesmo assim é importante procurar atendimento médico para avaliação”, orientou.

“No verão, as pessoas costumam fazer limpezas mais completa de casas e quintais. Casas de praia, por exemplo, ficam fechadas durante alguns meses e na hora da manutenção é preciso ter cuidado para não ocorrem acidentes. Casos envolvendo crianças também ocorrem e, geralmente, não se consegue identificar o animal que picou, portanto a importância da avaliação de um profissional médico”, alertou Laura.

O que fazer em caso de acidentes

Alguns cuidados e orientações devem ser seguidos em caso de picadas de animais peçonhentos, confira:

  • Manter a vítima calma e deitada;
  • Tentar manter a área afetada no mesmo nível do coração ou, se possível, abaixo dele;
  • Evitar que a vitima se movimente para não favorecer a absorção do veneno;
  • Localizar a marca da mordedura e limpar o local com água e sabão;
  • Remover anéis, pulseiras e outros objetos que possam apertar a circulação em caso de inchaço do membro afetado;
  • Cobrir com pano limpo;
  • Levar a vítima imediatamente ao serviço de saúde mais próximo para receber o tratamento necessário e, se possível, levar o animal para que seja identificado e para que a vítima receba o soro antiveneno específico.
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Içara

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.