Criciúma: Mais de quatro mil agasalhos são entregues no Renascer e Primavera

Equipe Multi-Institucional beneficia, na terceira entrega do ano, aproximadamente 300 famílias em situação de vulnerabilidade social

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

A campanha “O Frio Dói, Doe Calor” beneficiou cerca de 1.200 pessoas, na tarde deste sábado, 15, nos bairros Renascer e Primavera, em Criciúma. Foram distribuídos aproximadamente 4.500 peças, 450 calçados e 15 cobertores para 300 famílias em situação de vulnerabilidade social. “Foram os primeiros bairros de Criciúma contemplados. A entrega foi muito positiva, o bairro mobilizou várias entidades locais e todos se empenharam para colaborar com a entrega dos agasalhos para as famílias”, comenta Almir Fernandes, presidente da Cruz Vermelha e um dos coordenadores da equipe Multi-Institucional.

Esta foi a terceira etapa de entregas neste ano. No total, foram distribuídos aproximadamente 10 mil peças, mil calçados e 150 cobertores para 850 familias, totalizando cerca de 3.500 pessoas de Forquilhinha, nos bairros Ouro Negro e Nova York, Jaguaruna e Criciúma – nas entregas realizadas neste sábado, 15. “Atuamos em Jaguaruna devido à urgência das famílias atingidas pela chuva”, ressalta Almir.

A equipe Multi-Institucional foi representada pelo 28º GAC, Cruz Vermelha, Polícias Civil e Militar, Defesa Civil, IGP, Agentes de Trânsito, Bombeiros Civis, Secretaria de Assistência Social e Mentorf com apoio das associações de moradores, Centros de Assistência Social, escolas, igrejas, CEIs, Centro Educacional Marista e projeto Nunca Pare de Sonhar. “Estamos bastante satisfeitos com os benefícios às famílias, mas a mobilização da equipe Multi-Institucional continua. Ainda precisamos de doações de roupas quentes, principalmente de crianças, e cobertores. Quem quiser ter um posto de coleta em empresas, escolas, condomínios e eventos pode fazer e entrar em contato com a Cruz Vermelha para fazer o recolhimento”, enfatiza o presidente.

A próxima entrega de donativos acontecerá em São Joaquim, em data a ser confirmada pela organização. “Nossa ideia é subir a Serra, assim que conseguirmos os donativos necessários. A ida deve acontecer no final do mês, mas talvez façamos entregas em mais um bairro de Criciúma antes. Entretanto, nosso foco é ir a São Joaquim antes do frio intenso”, finaliza Almir.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.