- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Rio de Janeiro

- PUBLICIDADE -

A tragédia que entristeceu o Brasil, nesta sexta-feira, por pouco não atingiu diretamente o Sul Catarinense. Henrique Martins, de 15 anos, seria emprestado pelo Criciúma ao Flamengo e não estava no alojamento incendiado por detalhes da transferência. O jovem é formado nas categorias de base do Tigre e chegou a ser apresentado no time da Gávea, entretanto, por falta de documentação, ele ficou em um hotel. “Faltou somente o passaporte. A assistente social disse que ele poderia ficar, mas preferi levar ele comigo para o hotel. Se tivesse alojado ontem (quinta-feira), não sei o que poderia acontecer. Graças a Deus houve um livramento. Foi por um passaporte, um documento”, refletiu o pai, Renato Martins.

Henrique é atacante e está na base do Criciúma desde 2015. O Tigre já entrou em contato com a família. Os dois retornam à cidade neste final de semana. “Estamos muito tristes. Aliviados pelo fato do Henrique não ter dormido lá naquela noite, mas, por outro lado, estamos tristes pelos meninos que estavam atrás de um sonho”, ressaltou o pai.

Renato destaca a confiança que as famílias depositam nos clubes, quando os meninos são alojados. “Geralmente, são todos de longe do Rio, de outras cidades. O Henrique conhecia a maioria, pois competia com eles nas andanças da vida, nas competições… A ficha não caiu ainda”, finaliza o pai.

O incêndio no Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo, aconteceu na madrugada desta sexta-feira. O Corpo de Bombeiros foi chamado às 5h17min e informou que 10 pessoas morreram. Três jovens entre 14 e 15 anos também estão feridos, um deles em estado grave. Dois catarinenses estão entre os atletas mortos. Vitor Isaías, natural de Florianópolis, e Bernardo Pisetta, de Indaial, no Vale do Itajaí, estavam no alojamento no momento da tragédia.

As semifinais do primeiro turno do Campeonato Carioca, que estavam marcadas para esse final de semana, foram adiadas para os dias 13 e 14: quarta e quinta-feira. “Não há clima para se ter futebol neste fim de semana. Todos nós do futebol do Rio, clubes filiados e a Ferj estamos solidários ao Flamengo neste momento”, afirmou o presidente da Federação Estadual do Rio de Janeiro (Ferj),  Rubens Lopes, em coletiva de imprensa ao lado dos Presidentes do Vasco, Alexandre Campello, e do Fluminense, Pedro Abad.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.