- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Santarém/PA

- PUBLICIDADE -

Fotos: Cristian Bandeira e Rony Aires – Ascom São Raimundo 

Distante quase quatro mil quilômetros de casa, o Tricolor Carvoeiro fez o que era esperado, em Santarém: venceu o São Raimundo e segue adiante na Copa do Brasil. Com uma diferença técnica muito grande entre as equipes, o 2 a 0, com gols de Daniel Costa, cobrando pênalti, e Julimar, na etapa final, saiu barato para o time paraense. Uma das novidades entre os titulares, o atacante paraense, Julimar, foi o destaque da partida. Foi dele o lance que originou o pênalti convertido pelo camisa 10 na primeira etapa. No segundo tempo, o jovem marcou o segundo gol. Em alguns momentos, o Criciúma chegou a se desconcentrar em campo, tamanha a facilidade no confronto. Agora, o time treinado por Doriva ficará em Curitiba se preparando para o clássico diante do Joinville, no domingo, pelo Catarinense.

O jogo teve o início atrasado em três minutos devido à ausência da ambulância no estádio. Quando a bola rolou, Caíque apareceu no lugar de Ceará e Julimar substituiu Pedro Bortoluzo. Assim, o Tigre mudou o posicionamento em campo com Reis pela direita, Julimar centralizado e Caíque pela esquerda. Aos três minutos, Daniel Costa cobrou escanteio, mas Jhones afastou de soco e armou um contra-ataque com Dudu. Luiz se atrapalhou, mas conseguiu recuar a bola para a área e fez a defesa. Quase uma trapalhada do camisa 1 carvoeiro. O São Raimundo buscava a velocidade de Dudu pela esquerda. O time da casa tentava tomar as iniciativas na partida, sem sucesso.

Julimar é destaque e cava pênalti

A partir daí, o Criciúma equilibrou as ações, mas o time paraense chamava o Tigre para o ataque e tentava responder em contra-ataques rápidos. Aos 13 minutos, Julimar avançou em velocidade e fez boa jogada pela direita. Ele cruzou para Daniel Costa, no meio da área, que finalizou em cima do zagueiro Guilherme Möller. O Tigre pediu pênalti, mas a bola pegou na barriga do zagueiro. Aos 15 minutos, Doriva inverteu o posicionamento de Reis e Caíque. No mesmo lance, Caíque foi derrubado na intermediária. Falta. Mesmo um pouco distante do gol, Marlon e Daniel Costa se posicionaram para bater direto. O camisa 6 cobrou, o goleiro Jhones largou e Zé Augusto chegou atrasado para completar.

Aos 18 minutos, Julimar, um dos destaques da partida, driblou dois adversários pela direita, invadiu a área e foi derrubado por Leandro Mendes. Pênalti. Daniel Costa cobrou com categoria e abriu o placar: 1 a 0 para o Criciúma aos 19 minutos da primeira etapa. O Tricolor Carvoeiro tomou o controle do jogo e só era ameaçado em alguns contra-ataques do time da casa. O Criciúma seguia avançando pela direita para tentar ampliar o placar. Aos 27 minutos, Julimar pegou a sobra da zaga e finalizou, mas a bola bateu em Rubran e espirrou. O Criciúma já era muito superior na partida.

Time em ritmo de treino

Após o lance do pênalti, Julimar ganhou confiança e tentou nova jogada pela direita, aos 31 minutos, mas escorregou. O camisa 39 era muito mais produtivo em campo do que fez o antigo titular, Pedro Bortoluzo, em sete jogos de 2019. O São Raimundo apresentava um futebol muito ruim e sentiu o gol sofrido. O time da casa não ameaçou mais o Tricolor Carvoeiro. Aos 34 minutos, outra grande jogada de Julimar, pela direita, ele avançou e cruzou para Reis que chutou, mas a bola saiu muito perto da trave direita de Jhones. A facilidade do jogo era tamanha que os atletas do Criciúma tentavam fazer jogadas de efeito. Caíque e Daniel Costa deram toques de calcanhar e desperdiçaram lances promissores. O jogo começou a tomar ritmo de treino para o Tricolor Carvoeiro.

Volta em ritmo lento, mas com gol

Na etapa final, o São Raimundo tentou buscar o empate. Aos sete minutos, após ataque do São Raimundo com Dudu, pela direita, Sandro foi afastar, mas a bola pegou na trave e saiu da área. Quase gol de empate do time da casa em uma jogada atabalhoada do zagueiro carvoeiro. O Tigre voltou em ritmo lento e os paraenses buscavam o empate. Aos nove minutos, Leandro Mendes tentou a finalização, mas pegou mal na bola. Em dez minutos da etapa final, time paraense ameaçou mais do que em todo o primeiro tempo.

Aos 15 minutos, Eduardo e Carlos Eduardo fizeram boa jogada pela direita, o lateral cruzou e Julimar pegou de primeira, na pequena área, para completar e ampliar: 2 a 0 para o Criciúma. A bola ainda desviou no zagueiro, antes de entrar. Após o gol, Julimar deu lugar para Pedro Bortoluzo. O segundo gol saiu quando o time da casa era superior no confronto. Aos 21 minutos, Marlon fez grande jogada e tocou para Reis, na direita, que cruzou para Pedro Bortoluzo. O camisa 9 finalizou, mas Jhones fez grande defesa na finalização correta do centroavante carvoeiro.

Aos 23 minutos, após cobrança de escanteio, Irlan cabeceou sozinho, mas a bola saiu. Dois minutos depois, Gabriel Cajano cruzou, Sandro e Luiz bateram cabeça, mas Marlon afastou. Foram as poucas chegadas do São Raimundo após o segundo gol do Tigre. Aos 28 minutos, Marlon finalizou com força, Jhones defendeu e, no rebote, Leandro Mendes afastou, quando Andrew estava pronto para marcar o terceiro gol.

Os últimos 15 minutos de partida serviram para o Criciúma administrar o resultado e já poupar a parte física para o clássico de domingo, pelo Catarinense, diante do Joinville, fora de casa. Aos 46 minutos, Dudu até tentou diminuir, mas Luiz salvou o Tigre. Assim, na Copa do Brasil, missão cumprida e espera pelo adversário que sai nesta quinta-feira.

 

Copa do Brasil – 1ª Fase – Partida Única

13/02 (quarta-feira) – 20 horas (de Brasília) – estádio Colosso do Tapajós, o Barbalhão, em Santarém (PA)

SÃO RAIMUNDO

Jhones; Clayton (Joãozinho), Guilherme Möller, Rubran e Leandro Mendes; Danilo Costa, Rodrigo Vitor (Irlan), Glauber e Gabriel Cajano; Raí (Eric) e Dudu. Técnico: Everton Goiano

CRICIÚMA

Luiz; Carlos Eduardo, Sandro, Federico Platero e Marlon; Zé Augusto, Eduardo e Daniel Costa (Gabriel Henrique); Caíque (Andrew), Julimar (Pedro Bortoluzo) e Reis. Técnico: Doriva

Arbitragem: Leonardo Ferreira Lima; Auxiliares: Daniel Cotrim de Carvalho e Weber Felipe Silva. (Trio do PR)

GOL: Daniel Costa (19/1T) e Julimar (15/2T) (C)

Cartão Amarelo: Leandro Mendes e Guilherme Möller (SR)

Cartão Vermelho: Não Houve

Público: Não divulgado

Renda: Não divulgada

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.