Tigre: Torcidas não guardam mais materiais no Majestoso

Organizadas precisarão ter um espaço privado, fora do Heriberto Hülse, para guardar os materiais

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

As torcidas organizadas do Criciúma, Os Tigres e Guerrilha Jovem, não têm mais espaços no estádio Heriberto Hülse para guardar materiais e fazer encontros. As conhecidas sedes estão desativadas devido a uma recomendação do Ministério Público Estadual aos clubes de futebol. Para se adequar à determinação, o clube retirou as torcidas do Majestoso e e providenciará a colocação de barreiras físicas entre o pátio do Clube e o estacionamento.

 

Leia abaixo o comunicado oficial publicado no site do clube:

O Criciúma Esporte Clube vem a público esclarecer que, atendendo a uma recomendação  do Ministério Público Estadual, datada de 26 de outubro de 2018, expedido nos autos do Inquérito Civil n. 06.2018.00004909-7, coube ao Criciúma Esporte Clube, dentre outras ações, a retirada do interior do estádio Heriberto Hülse as sedes das torcidas organizadas; se abster de fornecer para as torcidas organizadas, ainda que cadastradas no Clube, qualquer local nas dependências do Estádio Heriberto Hülse para encontros ou guarda de materiais, e providenciar a colocação de barreiras físicas entre o pátio do Clube e o estacionamento.

Desta forma, ainda no mês de novembro do ano passado, o Clube deu ciência às torcidas organizadas pessoalmente visando atender as recomendações do Ministério Público Estadual supra citadas, as quais fazem parte na íntegra da presente nota.

 Arlindo Rocha 

Vice-Presidente Administrativo

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.