Tigre: Caíque é poupado, mas não preocupa

Jogador foi substituído no confronto de quinta-feira, diante da Ponte Preta, em Campinas e deve voltar a treinar na segunda-feira

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Ainda sem vencer na Série B, o Criciúma conta com um departamento médico praticamente vazio para tentar a recuperação, diante do América-MG, no sábado, 11, às 11 horas, no Majestoso. Substituído na quinta-feira, quando o Tigre empatou com a Ponte Preta, o lateral esquerdo Caíque foi poupado do trabalho de reapresentação, que aconteceu na manhã deste sábado, 4, no CT Antenor Angeloni.  Entretanto, ele não preocupa e estará liberado para treinar na segunda-feira. “Ele bateu joelho com joelho com um jogador da Ponte Preta e sentiu muita dor. No intervalo do jogo de quinta, aplicamos medicação, mas havia um edema e o Caíque sentiu muita dor e não agüentou continuar. Foi só a pancada mesmo, já foi tratado e segunda-feira volta normalmente”, explica o médico do Tigre, Ricardo Furtado.

Outro lateral, Marcos Vinícius, que se lesionou em um treino, logo após a apresentação oficial dele, está liberado para fazer a transição com a preparação física e deve ficar à disposição do técnico Gilson Kleina para, pelo menos, uma parte do jogo de sábado. “Ele teve uma lesão muscular, mas já deve estar apto para um período da partida contra o América”, ressalta Furtado. Também lateral direito, o experiente Maicon foi poupado da reapresentação, mas apenas por desgaste físico. Ele não tem lesão.

O centroavante Léo Gamalho está totalmente recuperado de uma lesão na panturrilha, próximo do joelho, e volta a trabalhar normalmente na segunda-feira. O período de 10 dias sem jogos ajuda os jogadores a se recuperarem fisicamente. “É importante esse período. O descanso também é necessário para eles e a rotina intensa de jogos acaba favorecendo a lesões”, pontua Furtado.

Goleiros fora por mais 20 dias

Com lesões mais sérias, os goleiros Luiz e Bruno Grassi devem retornar apenas no final do mês de maio. O capitão do Tigre teve uma lesão de ligamento de joelho, está recuperado e deve começar a transição na segunda-feira. Ele ainda deve perder por volta de quatro partidas pela Série B. “O Luiz chegou a usar muleta, perdeu muita força muscular e está começando a recuperação. Ele se lesionou quando voltava de um problema no tornozelo e ficou muito tempo parado. Precisa ter paciência”, explica Furtado.

Bruno Grassi teve uma lesão muscular de grau 2 e deve ficar parado por até 30 dias. Restam ainda cerca de 21 dias no período. “Faremos exame nele no meio da semana para saber como está a cicatrização”, finalizou o médico do Criciúma.

O Criciúma treinou no sábado pela manhã e depois os jogadores receberam folga. A reapresentação acontece na tarde desta segunda-feira, às 15h30min, no CT Antenor Angeloni. Um jogo-treino contra a equipe Sub-23 do Grêmio está agendado para terça-feira.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.