- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Ainda sem saber o que é vencer um rival em 2019, o Criciúma se prepara para pegar a Chapecoense no domingo. A ausência de triunfos contra os maiores times de Santa Catarina incomoda os jogadores. “Ainda não conseguimos ganhar clássicos, mas eu acredito que no domingo a gente vai mudar essa história e vamos vencer um rival pela primeira vez em 2019. Clássico é decidido no detalhe, mas vamos entrar concentrados para conseguir a vitória”, comentou o volante Eduardo.

O jogador fica a disposição do técnico interino, Wilson Waterkemper, o Wilsão, após cumprir suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo contra o Marcílio Dias. O jovem trabalhou com o treinador, nas categorias de base, e acredita que Wilsão terá um bom desempenho no domingo. “Eu trabalhei um ano com ele. É um excelente treinador, que vai agregar para a equipe. Ele tem pouco tempo de trabalho até domingo, mas conhece bem o grupo e tenho certeza que ele vai escolher o melhor time para o jogo diante da Chapecoense”, ressaltou.

Na quinta-feira, Wilsão comandou um treino coletivo no CT Antenor Angeloni e promoveu substituições no time. Na zaga, Derlan substituiu Federico Platero, enquanto Jean Mangabeira treinou no lugar de Zé Augusto, que foi expulso diante do Marcílio Dias. O time que começou o trabalho teve Luiz; Maicon, Sandro, Derlan e Marlon; Jean Mangabeira, Eduardo e Daniel Costa; Andrew, Reis e Caíque. Durante o treino, Julimar entrou no lugar de Caíque. O jovem atuou mais centralizado e Reis foi deslocado pela esquerda.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.