O que espera o Tigre no Pará

Com capacidade para 8 mil torcedores, Colosso do Tapajós terá a capacidade reduzida para o jogo de quarta-feira

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Santarém/PA

- PUBLICIDADE -

Inaugurado em 1987, o estádio Colosso do Tapajós receberá, nesta quarta-feira, às 20 horas (de Brasília – 19h, no horário local) a estreia do Criciúma na Copa do Brasil. Entretanto, o estádio está em reformas desde 2013. A capacidade será ampliada de 8.500 para 25 mil torcedores.

Porém, para o confronto desta quarta-feira, a Polícia Militar do Pará, por questão de segurança, reduziu a capacidade para 6.000 torcedores. Indignado, pois pretende ter uma boa arrecadação de bilheteria, o time de Santarém pretende convencer as autoridades de que o estádio oferece segurança. Os ingressos estão sendo vendidos a 30 reais, no setor Especial, e 20 reais no setor Popular. Houve um incremento nos valores. Normalmente, os preços das entradas variam entre 10 e 20 reais.

Com uma péssima campanha no Campeonato Paraense – o time ainda não venceu e é o lanterna do grupo A2, com três empates e uma derrota – o São Raimundo trocou o treinador. Saiu Vladimir de Jesus, entrou Everton Goiano. Junto com o novo comandante, chegaram quatro jogadores: Gabriel Cajano, meia, 25 anos, oriundo do futebol paulista. Dudu, atacante, 23 anos, chegando do futebol gaúcho. Irlan, volante, e Clayton lateral direito, ambos de 25 anos, foram contratados do futebol goiano. Gabriel Cajano, Dudu e Irlan já estão no BID da CBF e podem atuar.

Na segunda-feira, o Pantera Negra treinou no Colosso do Tapajós, o Barbalhão, e teve, em um 3-5-2, Jhones; Guilherme Moller, Danilo Costa e Rubran; Clayton, Glauber, Irlan, Gabriel Cajano e Leandro Mendes; Dudu e Eric. Everton Goiano também trabalha bastante a parte psicológica do time que ainda não venceu no Parazão.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.