Içara: Sabrina é quinta na Liga Mundial

Carateca içarense chega entre os cinco melhores na competição que contou com aproximadamente 1.500 atletas e foi disputada em Montreal, no Canadá

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Içara

- PUBLICIDADE -

Sabrina Pereira, carateca que representa a Fundação Municipal de Cultura e Esportes (FMCE) Içara/Team Everaldo/Esucri/LIbrelato comemorou o grande desempenho em uma competição internacional. Em Montreal, no Canadá, a atleta obteve a quinta colocação na disputa da Liga Mundial.

A competição contou com aproximadamente 1500 atletas. Sabrina disputou a categoria Kata Individual, com 98 atletas, tendo no grupo 12 componentes, classificando quatro para as fases seguintes. “Foi muito bacana, foi legal. Claro que a gente sempre quer trazer a medalha embora, mas foi um resultado muito bom pela quantidade de atletas que tinha e o nível era muito alto”, comentou o técnico Everaldo Pereira. Ganharam medalhas os quatro primeiros colocados.

O técnico considera que houve alguns erros durante a preparação de Sabrina e isso comprometeu o resultado, que poderia ser ainda melhor. “O processo de desidratação. Ela precisava perder três quilos e a viagem foi um pouco conturbada. O voo durou 12 horas, então, foi bem cansativo e ela acumulou muito liquido e desidratou apenas um dia antes. Isso fragilizou ela”, ressaltou.

O local também conta com altitude e isso prejudicou o desempenho da atleta. “Ela sofreu muito. Cansou bastante. Então, nos outros eventos, o ideal é ela viajar uns dois dias antes para que consiga fazer adaptação e climatização no local. A questão do fuso horário também influencia. Então, acho que a gente cometeu alguns erros que foram fatais para o rendimento dela”, pontuou Everaldo.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.