Dia “D” para o Criciúma no Catarinense

Equipe enfrenta o Avaí, na Ressacada, pela semifinal da competição e Kleina deixa claro que time vai motivado para partida

Foto: Fernando Ribeiro/CEC
- PUBLICIDADE -

Lucas Colombo
Criciúma

 

- PUBLICIDADE -

Este domingo é o dia “D” para ao Criciúma. E o campo de batalha será a Ressacada. Às 16h o Tricolor entrará em campo para enfrentar o Avaí  na busca de chegar à final do Campeonato Catarinense Sicoob. Serão 90 minutos para buscar a vitória, em jogo único, sendo que em caso de empate a decisão será nos pênaltis. “Não podemos entrar achando que esse é só o resultado que existe, temos que buscar também a vitória  nos 90 minutos, por isso que temos que trabalhar de forma organizada”, comentou o técnico do Tigre, Gilson Kleina.

 

O elenco carvoeiro realizou o último treino, antes da partida, o sábado pela manhã e na sequência viajou à Florianópolis. “Quando você entra nessa fase, não tem escolha, todo mundo tem seu mérito por ter classificado, deu no mata nós e o Avaí a equipe que mais foi regular no campeonato, mas não podemos, também, transformar isso que só o Avaí tem coisas muito boas. Aqui no Criciúma também está tendo uma crescente, os jogadores crescendo no momento certo, jogadores decisivos, e que a gente vá com esse espírito, com nível de concentração alto, vamos passar o que o Avaí irá propor de jogo, mas nós também vamos colocar o que nós entendemos de fragilidade e também colocar nosso futebol, fazer fluir”, disse Kleina.

 

O “doutor” escala a equipe

 

Com um série de dúvidas, no trabalho desta sexta-feira, o comandante tricolor não colocou em campo uma provável equipe para o duelo. Isso porque muitos atletas seguem em recuperação no Departamento Médico, única certeza é que Kleina não poderá contar com Carlos Eduardo, suspenso devido ao terceiro amarelo. “Reunião agora foi com o médico, falei com ele: ‘Doutor você que vai escalar o time aí’. Assim muito gente no Departamento Médico ontem (quinta-feira) começou tratamento intensivo, vamos ver se Andrew recupera, Caíque, Carlos Eduaro tomou o terceiro, o próprio Eduardo, tem alguns jogadores por vir de  jogo pesado domingo, esse de quarta vai ter que ter uma recuperação maior que é o caso do Vinícius, Maicon e o Léo (Gamalho)”, enumerou o técnico do Tigre.

 

Por isso, Kleina destacou que não promoverá mudanças devido a parte técnica na equipe, já que o foco é recuperar os atletas para que ele possa montar o time. “Temos que priorizar pelo menos um início de trabalho que nós temos, alguns fatores que já entramos no componente do jogo, no nosso posicionamento tático, as nossas variações que fizemos nesses jogos, para que o atleta também vá com confiança e o mais importante de você ter êxito nesse mata, nessa decisão que é jogo único, é você ter confiança e saber do que você vai fazer dentro do jogo. Então as mexidas, se no momento tivéssemos todo mundo inteiro poderia até fazer por uma situação de estratégia, mas nesse momento estamos muito focados em ver se os atletas conseguem recuperar”, analisou Kleina.

 

Apesar da derrota no meio da semana para a Chapecoense, na Copa do Brasil, o Criciúma vem de três jogos com vitória no Catarinense. “O último clássico que tivemos contra o Joinville nós vencemos. Então de repente buscar resgatar, essa série, essa sequência de resultados postivos em cima de clássico. Sabemos que todo clássico existe equilíbrio”, afirmou Kleina. O Avaí, além de ter sido o primeiro colocado na primeira fase, tem o melhor ataque da competição, com 32 gols. “Sabemos que nesse momento o Avaí, por ter esses números ele tem uns pontos favoráveis. Mas temos  nossa gana, a nossa vontade que temos nosso ambição, existe já um trabalho. Confio muito no potencial dos nossos atletas”, comentou o técnico do Tigre.

 

 

Campeonato Catarinense – Semifinal

14/04 (domingo) – 16h – Estádio da Ressacada, em Florianópolis

AVAÍ

Lucas Frigeri; Iury, Betão, Marquinhos Silva e Igor Fernandes (Lourenço); Mosquera, Pedro Castro, Luan Pereira (Matheus Barbosa), João Paulo e Getúlio; Daniel Amorim. Técnico: Geninho

CRICIÚMA

Bruno Grassi; Maicon, Sandro, Derlan e Marlon; Jean Mangabeira, Bruno Cosendey (Wesley), Caíque (Daniel Costa); Vinícius, Andrew e Reis. Técnico: Gilson Kleina

Arbitragem: Rafael Traci. Auxiliares: Johnny Barros de Oliveira e Henrique Neu Ribeiro

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Lucas Colombo
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.