De Criciúma para o Brasil

Tenistas e técnico criciumenses são convocados para representar Santa Catarina em competição nacional, que será disputada em Minas Gerais em julho

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Criciúma terá representantes no Torneio Interfederações de Tênis, que será disputado em Uberlândia (MG). Seis atletas da Fundação Municipal de Esportes (FME) de Criciúma/Sociedade Recreativa Mampituba e o técnico Rodrigo Canuto foram convocados para defender Santa Catarina na competição. “A gente fica contente por ter o trabalho valorizado. Muito mais contente pelo fato de ter seis atletas nossos convocados. A minha convocação não foi a primeira: já estive em 2015 e 2017. No ano passado, também fui chamado, mas geralmente coincide com os Joguinhos Abertos”, comenta Canuto.

Artur Coelho foi selecionado para a categoria até 10 anos, enquanto Ana Flávia Daros Espíndola e Sofia Silva foram convocadas para o sub-12, Sofia Brito para a categoria sub-14, e Brenda Ramos Pinto e Victor Poy para o sub-16. “A maioria dos nossos tenistas convocados são oriundos do projeto de formação de atletas do clube. A gente começou com eles desde a escolinha e estão no terceiro ano. Eles começaram junto com o projeto”, lembra o técnico.

Segundo Canuto, considerando todas as edições anteriores, essa é a que tem o maior número de convocações de tenistas da FME de Criciúma/Mampituba. “A equipe é forte e os próprios torneios brasileiros mostram isso. Os tenistas catarinenses figuram sempre entre os três ou cinco melhores. Por se tratar de um torneio por equipes, estilo Copa Davis, que é melhor de três jogos: dois simples e um por dupla, então, é importante ter uma equipe firme e um bom jogador de duplas, que pode decidir o confronto”, enfatiza o treinador.

A competição, que reunirá equipes de todo país, será realizada entre os dias 20 e 23 de julho. A tabela será definida apenas 10 dias antes do torneio. “Nesse meio tempo, vamos reunir os convocados para treinar”, comenta o técnico.

Os principais adversários serão do Sul e Sudeste. “São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul. Junto com Santa Catarina, são os quatro estados mais fortes na competição. Daí devem sair os três primeiros”, finaliza Canuto.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.