- PUBLICIDADE -

Florianópolis

 

- PUBLICIDADE -

O técnico Gilson Kleina, apesar da derrota, destacou a atuação da equipe e exaltou o espírito e a raça do time carvoeiro. “Varias coisas boas aconteceram, mas não podemos comemorar o empate, orgulhosos da nossa equipe, o adversário achou que íamos abdicar e jogar, mas com todos os problemas que viemos para esse confronto queria enaltecer os jogadores e mais uma vez agradecer o torcedor, mas não conseguimos dar uma liga para que eles voltassem com alegria para casa”, analisou o comandante do Tigre.

 

Segundo ele, dentro do tempo normal, o final poderia ter sido diferente. “Nós merecíamos sair para a decisão do campeonato pela postura que a equipe mostrou aqui contra o líder do campeonato”, disse. “Acho que o trabalho que estamos fazendo passo a passo é resgatar nossa força”, finalizou

 

Para o diretor de futebol do Tigre João Carlos Maringá o Criciúma fez uma grande partida, apesar do resultado, e merecia ter saída com a vitória no tempo normal “Fomos melhor nos dois tempos se  tinha que ter um vencedor era o Criciúma. A maneira que pegamos o time um mês atrás e a maneira do comportamento do meu time, hoje meu time veio jogando contra um time da Série A e foi melhor nos dois tempos aí quando vai para os pênaltis vai para a loteria”, analisou. Fazem a final da competição Avaí e Chapecoense, que eliminou o Figueirense.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Lucas Colombo
Em: Florianópolis

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.