Copa São Paulo: Tigrinhos estão fora do torneio

Sem pontuar, time Sub-20 do Criciúma deixa precocemente a competição júnior. Nesta terça-feira, time perdeu novamente, desta vez para o Atlântico-BA

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

São Carlos/SP

- PUBLICIDADE -

Terminou cedo a participação do Tricolor Carvoeiro na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Nesta terça-feira, os Tigrinhos sofreram a terceira derrota na competição. O resultado de 3 a 1 para o Atlântico-BA fez com que o time Sub-20 do Criciúma encerrasse o campeonato sem pontos somados. É uma das piores participações do clube na principal competição da categoria. Ycaro e Adilton, duas vezes, marcaram os gols dos baianos. Pablo descontou.

Nervoso atrás do resultado positivo, os Tigrinhos começaram a partida dando muitos espaços para o Atlântico. Rivaldo e Elicley levaram perigo ao gol de Wagner. O Criciúma tentava ameaçar, mas só chegava em bolas alçadas para a área. Aos 12 minutos, Elicley chutou cruzado para defesa de Wagner. Apático, o time Sub-20 do Criciúma, assim como nos dois primeiros jogos, errava muito em campo. Aos 16 minutos, entretanto, Julimar recebeu uma bola sozinho, na segunda trave, mas perdeu a chance. Incrível!

No minuto seguinte, o zagueiro Pedroso falhou feio e entregou a bola para Ycaro, que entrou frente a frente com Wagner e só teve trabalho de deslocar o goleiro carvoeiro para marcar 1 a 0 para o Atlântico. Abalado com o gol sofrido, os Tigrinhos seguiram pressionados. Aos 21 minutos, Rivaldo perdeu a chance embaixo da trave. Uma atuação muito fraca do Criciúma.

Aos 28 minutos, Ítalo deixou três jogadores do Tigre para trás e finalizou forte, mas a bola saiu por muito pouco. No minuto seguinte, o vexame aumentou: após uma bola dividida e falta cometida pelo Tigre, os jogadores trocaram empurrões e o juiz expulsou Reinaldo, do Criciúma, e Rivaldo do Atlântico. Uma das poucas chances do Criciúma aconteceu aos 40 minutos com Enzo, que chutou fraco e sem direção: um retrato do futebol dos Tigrinhos na Copa São Paulo. Aos 43 minutos, Lucas Silva tentou afastar o perigo, em um ataque do Criciúma, e quase marcou contra.

Na etapa final,  a partida teve a mesma tônica da etapa inicial: Atlântico tomando a iniciativa e o Tigre buscando os contra-ataques. Aos oito minutos, após cobrança de falta pela direita, com Ítalo, o goleiro Wagner falhou bisonhamente, Adilton pegou na segunda trave e aumentou: 2 a 0 para os baianos. No minuto seguinte, Lukinhas recebeu sozinho na área, mas chutou torto. Aos 16 minutos, Ítalo recebeu sozinho, mas a bola caprichosamente saiu, por cima do travessão.

Aos 23 minutos, Igor entrou pela direita, ajeitou e bateu forte, cruzado, mas a bola saiu e os Tigrinhos não conseguiram diminuir. Na base do abafa e desordenadamente, os Tigrinhos conseguiram descontar, aos 35 minutos. Após cobrança de escanteio, Pablo marcou. 2 a 1. Cinco minutos mais tarde, o goleiro Wagner falhou novamente, também após cobrança de escanteio, e Adilton ampliou: 3 a 1. Assim, com oito gols sofridos e três marcados, encerra de forma melancólica a história dos Tigrinhos na Copa São Paulo 2019.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.