Expectativa de um ano bom para a indústria catarinense

Diomício Vidal, vice-presidente regional Sul da Fiesc, está otimista com as projeções para a economia do Estado

Lucas Colombo
- PUBLICIDADE -

Iniciando mais um mandato como vice-presidente regional Sul da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), o empresário criciumense Diomício Vidal acredita que 2019 vai ser um ano excelente para a indústria de Santa Catarina, e principalmente para a região Sul. “A indústria no Sul é uma das mais diversificadas do Estado. Nossos empresários realmente trabalham e são visionários e isso nos dá condições para dizer que o nosso amanhã será muito bom para nossa região”, ressalta Vidal. A afirmação de Vidal vai de encontro ao índice de confiança do empresário catarinense, divulgado pela Fiesc, que alcançou 67 pontos em dezembro, 0,4 ponto superior ao registrado em novembro.

Parece pouco, mas é o maior resultado da série mensal que iniciou em 2010. Para 2019, com as novas gestões políticas no Estado e no Brasil, a expectativa é de melhorias que beneficiem a indústria. “O povo fez uma grande aposta. Nós esperamos que as medidas anunciadas sejam para o desenvolvimento. Pagamos muitos impostos no Brasil, entendemos que estado e país precisam de receita, mas esperamos taxas mais justas”, relaciona, acrescentando que presume que as alterações serão positivas.

- PUBLICIDADE -

Diomício Vidal está envolvido com a Fiesc desde 1978. “Sempre achei que o associativismo é muito importante para a indústria”, salienta. Empresário do ramo da confecção abriu uma confecção em 1960 aos 18 anos e nunca mais parou. Naquela época fez o curso técnico de confecção na escola técnica federal. Com tanta experiência, resultado de anos de atuação no comércio, Vidal já enfrentou diversos períodos bons e outros desafiadores da economia. Porém, aposta que Santa Catarina vai continuar sendo um dos melhores da federação. “Santa Catarina sempre se sobressaiu no Brasil, estamos dentro de um contexto que os favorece. Passamos por inúmeras dificuldades na economia e estamos confiantes”, reafirma que também já foi presidente e vice na Associação Comercial e Industrial de Criciúma (Acic). “Tenho muito orgulho da minha terra”, finaliza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Carla Giassi
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.