Procon aponta variação de 28% em 48 itens pesquisados

Pesquisa realizada pelo Procon de Criciúma fez o levantamento de 45 itens em 12 estabelecimentos da cidade

Foto: Divulgação/Fecomércio SC
- PUBLICIDADE -

Marciano Bortolin

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Levantamento do Procon de Criciúma, realizado em 12 estabelecimentos aponta variação de 28% no preço de 48 itens pesquisados em 12 estabelecimentos da cidade. A maior variação do menor para o maior preço dentro de um mesmo supermercado foi de 34%, enquanto o menor foi de 17%. Para orientar o consumidor, o órgão fez duas tabelas: uma com a soma dos menores preços e uma com o cálculo dos maiores de cada item.

Mais itens pesquisados

Desta vez, o órgão passou de 15 para 45 itens, incluindo, além dos alimentos, hortifrúti e higiene e limpeza. O coordenador do Procon, Gustavo Colle cita a grande variação nos valores de um estabelecimento para outro. “A variação média dos alimentos é de 203%, do hortifrúti 200% e da higiene e limpeza 412%. O creme dental, por exemplo, chega a 978% de variação. A esponja de louça, 921%. É muita coisa de um estabelecimento para outro, salienta.

A diferença de preços no setor alimentício também chamou atenção do coordenador do Procon. “A pesquisa constatou a variação de 834% no macarrão parafuso, 545% no arroz integral, 457% no café moído”, cita.

Além destes, entre os cinco itens com a maior diferença, estão o macarrão espaguete (750%) e a margarina (326%).

No hortifrúti a variação é um pouco menor. A pêra nacional, por exemplo, tem alteração de 220%; a banana branca 143%; a banana branca 191% e o abacaxi pérola 174%.

Nos produtos de higiene e limpeza, além dos itens já citados por Colle, o pacote de quatro rolos do papel higiênico, com 336%, a palha de aço, com 526% e o sabonete, com 404%, completam a lista dos cinco produtos com a maior diferença.

*Confira a reportagem completa no Tribuna de Notícias desta quinta-feira, dia 2.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.