Catarinenses já pagaram mais de R$ 8,7 bilhões em impostos em 2019

Valor é maior que o registrado em 2018, quando, na mesma data, o impostômetro atingia R$ 8,2 bilhões. No Brasil, as cifras ultrapassam a casa dos R$ 222 bilhões no mesmo período

- PUBLICIDADE -

 Marciano Bortolin

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Os catarinense já pagaram, até ontem, dia 27, mais de R$ 8,7 bilhões em impostos. O número é R$ 500 milhões maior que o registrado no mesmo período de 2018, quando os valores desembolsados foram de pouco mais de R$ 8,2 bilhões. No país, os impostos já ultrapassaram a casa dos R$ 222 bilhões em 2019, enquanto que no ano passado, o valor foi de R$ 210 bilhões. Os números são do site www.impostometro.com.br, que contêm um placar da movimentação instalado na Associação Comercial de São Paulo (ACSP). As cifras foram coletadas neste domingo, dia 27 de janeiro de 2019.

O economista, Tiago Colombo, explica que é natural que se tenha uma arrecadação de impostos maior neste ano em virtude da euforia do mercado com o governo de Jair Bolsonaro, do PSL. “Este efeito chamado de ‘Bull Marke’t, uma expressão para dizer que o mercado está otimista, pode ser considerado imediatista, porém existe uma curva de tendência para este e os próximos anos”, comenta.

O especialista fala ainda que ao longo de 2018 foram retirados diversos benefícios fiscais que alguns setores tinham, então o reflexo é natural. “É normal termos um maior impacto no início de 2019 em um comparativo simplista. Agora, o que não podemos esquecer é que somos o país que mais tributa as empresas no mundo, e isso para sustentar um governo que está inchado. Espera-se que com as novas diretrizes do governo em geral de economia em diversos ministérios, pode-se esperar como já anunciado um reajuste de impostos, ou melhor, uma junção de diversos em um único, o que facilitaria a vida das empresas e talvez até mesmo uma leve diminuição”, enfatiza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.