Assinada a ordem de serviço para construção do galpão das cooperativas de reciclagem

Termo de cooperação entre prefeitura e empresas privadas visa incentivar as atividades de coleta seletiva

- PUBLICIDADE -

O prefeito Clésio Salvaro assinou, na manhã desta sexta-feira (31), a ordem de serviço para a construção do galpão que abrigará as cooperativas de reciclagem. O ato de assinatura ocorreu na Sala de Atos, no Paço Municipal Marcos Rovaris, sendo uma cooperação entre prefeitura e empresas privadas, com o objetivo de incentivar as atividades de coleta seletiva. A empresa responsável pela execução das obras é a Construtora Nunes – LTDA e o valor investido será de R$ 1.528.571,21, com prazo de execução de 240 dias.

A reunião contou com a presença do prefeito Clésio Salvaro, da secretária de Educação, Roseli de Lucca, do diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação, Claiton Pacheco, do gestor do Fundo de Saneamento Básico, Luiz Juventino Selva e de representantes de empresas privadas.

- PUBLICIDADE -

Segundo Selva, por mês, são coletadas cerca de 100 toneladas de lixo no município. “O nosso objetivo é, no mínimo, dobrar a quantidade de resíduos recicláveis que a gente coleta e processa por mês”, afirma. Além da assinatura da ordem de serviço, também foi lançado um projeto de reciclagem de lixo em 44 escolas que vão começar a participar de forma efetiva e assinado o termo de cooperação com as empresas.

“Criciúma fez uma opção: a gente não quer transformar os resíduos sólidos em energia, queima e tijolo. Muito pelo contrário, queremos fazer com que eles voltem à cadeia produtiva, através da separação, para que assim, haja um aproveitamento deste material, fazendo com que ele volte ao seu ciclo de fabricação”, comenta o gestor do Fundo de Saneamento Básico, Luiz Juventino Selva.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.