Urussanga: mais de 1,5 mil alunos retornam às escolas municipais

A partir da semana que vem será realizada a fiscalização nos ônibus para verificar as carteirinhas de estudante que são necessárias para a utilização do transporte escolar.

- PUBLICIDADE -

Esta segunda-feira, dia 11, foi de expectativa para mais de 1,5 mil estudantes da rede municipal de ensino de Urussanga. Os estudantes das 15 escolas municipais retornaram às atividades para mais um ano letivo.

“Estamos com toda a demanda organizada. Contamos com a equipe preparada para bem receber os nossos alunos. Todos passaram por capacitação e estão organizados para mais um ano letivo”, garante a secretária de educação de Urussanga, Janea Possamai.

- PUBLICIDADE -

Ao todo, a rede municipal de Urussanga conta com a equipe de 12 diretoras, oito coordenadoras (+ duas coordenadoras da Educação), 140 professores no total, 43 agentes de serviços gerais, 32 monitores escolares, 12 motoristas e 55 estagiários.

Importância da carteirinha do transporte

De acordo com a secretária de educação, a partir da semana que vem será realizada a fiscalização nos ônibus para verificar as carteirinhas de estudante que são necessárias para a utilização do transporte escolar. “Somente os alunos com a carteirinha que é confeccionada pela Secretaria de Educação do município poderão utilizar o transporte. Esta semana é de adaptação, porém a partir da semana que vem, o documento já será cobrado dos estudantes”, enaltece Janea.

Os alunos que ainda não possuem a documentação devem comparecer a Secretaria de Educação, localizada no bairro da Estação com documento de identificação, comprovante de residência, atestado de frequência escolar e uma foto 3X4. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3465-1503.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.