Uma ocorrência solidária

Policiais de Nova Veneza ajudam família após pai ser detido por furtar alimentos para matar a fome da esposa e dos filhos

Fotos: Lucas Colombo/Tribuna de Notícias
- PUBLICIDADE -

Lucas Renan Domingos

Nova Veneza

- PUBLICIDADE -

No dia 28 de maio, Tiago de Assis e Dalcione Corrêa, policiais militares que atuam em Nova Veneza foram acionados para atender uma ocorrência de furto no município. Os policias se deslocaram até a residência da vítima para colher o depoimento. Só não sabiam que, aquele atendimento rotineiro, se tornaria em um ato de solidariedade que gerou grande repercussão na região.

O proprietário da casa arrombada, afirmou aos policiais que tinha uma forte suspeita de quem seria o autor do furto. Diante da informação, eles foram até a residência onde estariam os objetos levados e se depararam com uma situação que os comoveu. “O que havia sido levado era quantidades de carne e algumas bugigangas, como uma espingarda que não funcionava, alguns potes e ferramentas”, contou o soldado Assis.

Em cima da mesa, alguns peixes já sendo descongelados. Embaixo de uma cama em um dos quartos estava uma bacia com o restante das carnes. Recepcionados pela mulher do jovem que seria o autor do crime veio a revelação da motivação do furto. “Contei para os policias a verdade. Meu marido tinha pegado as coisas, porque estávamos dois dias sem comer. Eu não consegui mentir”, disse Silvana Fernandes, mãe de sete filhos.

Seguindo as leis, os policiais deram prosseguimento aos procedimentos da ocorrência. O jovem foi levado para a delegacia para depor e liberado para responder em liberdade. Mas os militares voltariam até a casa dele para um gesto solidário. “Realmente vimos que a situação financeira deles era difícil. Nós dois resolvemos comprar uma cesta básica e doar. Isso virou notícia no Portal Veneza (site de notícias da cidade) e tomou uma repercussão que a gente não esperava”, contou o soldado Dalcione.

O próprio dono do portal pediu ajuda a seus patrocinadores para juntar ainda mais doações e assim foi. “É gratificante demais isso. Quando viemos na casa, vimos uma das filhas menores dela acordando e logo pensei nas crianças. Foi aí que pensamos em ajudar de alguma forma. A vítima do furto, inclusive foi uma das pessoas que colaborou”, lembra Assis.

Gratidão e um novo emprego ao marido

As notícias boas não pararam por aí. Ontem, os policiais voltaram para fazer uma visita para a família. Pela casa, caixas com comidas, materiais de limpeza e mais demais doações. Em cima do fogão, a panela ainda com o resto de macarrão do almoço que certamente seria reaproveitado mais tarde e no sorriso de Silvana uma gratidão aos policias.

“Muita gente critica as ações da polícia. Confesseo que eu mesmo já fiz isso. Mas eles me mostraram um lado diferente. Eles realmente se preocuparam com a gente e viram que era uma necessidade. Agradeço muito a eles e a cada pessoa que nos ajudou. Perdoo o meu marido, porque ele fez aquilo pensando em mim e nos meus filhos e não fez por maldade”, comentou Silvana.

A situação hoje é bem melhor àquela de dias atrás. “Ainda tem gente nos ajudando, ganhei bastante coisa”, sorriu a dona de casa. O marido também deve ajudar a colocar os mantimentos dentro de casa a partir do próximo mês, mas sem precisar praticar algum delito. “Ele conseguiu um emprego em uma madeireira. Está trabalhando agora. Quando ele entrou na casa para pegar as carnes, o momento era realmente complicado. Fazia 15 dias que ele estava desempregado e a gente nunca havia passado dois dias sem comer”, afirmou Silvana.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.