Treviso atinge 76,30% da agricultura familiar

Os números são decorrentes a 2018 e ultrapassam a meta do FNDE

- PUBLICIDADE -

A merenda escolar de Treviso está ficando cada vez mais ricas em vitaminas e minerais. O município atingiu 76,30% decorrentes a 2018 do consumo da agricultura familiar, por meio dos recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Segundo o FNDE, a Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009, determina que no mínimo 30% do valor repassado a estados, municípios e Distrito Federal pelo (FNDE) para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) deve ser utilizado na compra de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural.

- PUBLICIDADE -

“Precisamos prestar contas do que compramos no ano anterior, eles abrem uma data para que possamos lançar esses dados e depois vem a aprovação. Hoje recebemos produtos de qualidade, sem agrotóxico em que conseguimos fazer um trabalho nutricional diferenciado”, comenta a secretária de Educação Juliana Salvador.

Os produtos utilizados na merenda escolar são provenientes de agricultores locais, em parceria com a Epagri, e uma pequena porcentagem de cooperativas da região, facilitando assim a chegada dos alimentos ainda frescos.

“Isso faz com que a qualidade e o valor nutricional sejam maiores quando comparados com os provenientes de grandes mercados. Os alimentos ão produzidos de forma agroecologia, protegendo o meio ambiente e respeitando a sazonalidade”, ressalta a nutricionista da rede municipal Andréia Mendonça.

Números de anos anteriores mostram que a porcentagem está em ordem crescente. Em 2016 foram 23,50%, em 2017 o número chegou a 29,60% próximo a meta estipulada, e 2018 chegou aos seus 76,30%.

“Precisou acontecer uma reorganização interna, fazer chamamentos públicos, para que conseguíssemos esse índice, e nós queremos e vamos lutar para chegar a uma porcentagem maior”, destaca Juliana.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.