- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Florianópolis

- PUBLICIDADE -

A principal função do camisa 9 é marcar gols. Entretanto, o centroavante do Criciúma ainda não balançou as redes nesse ano. Mesmo assim, o técnico Doriva segue confiando em Pedro Bortoluzo e acredita que o jogador evoluiu, por isso escalou o atleta no jogo deste domingo. “Ele (Bortoluzo) teve uma melhora, fez o gol do pênalti (contra o Oeste), teve confiança, era uma chance de colocá-lo para ele fazer um gol. Eu não mato jogador e nunca vou matar. Não tem jogador que não tem a possibilidade de se redimir, de se reencontrar, isso é evidente no futebol. Eu não penso igual ao torcedor e preciso ser sensível, pois estou no dia a dia, para fazer as análises e tentar recuperar os atletas”, comentou.

Mesmo com as críticas da torcida ao jogador, Doriva segue bancando o atleta entre os titulares. “Opção minha. Eu que sou o treinador, eu que tomo as decisões. Enquanto eu tiver aqui, eu vou fazer o que eu acho que é certo, não o que o torcedor acha que é o certo. Precisamos ter sensibilidade e estar dentro do elenco. Eu estou dentro do trabalho e sei o que está acontecendo”, destacou.

O Criciúma recuou na partida com a entrada de Jean Mangabeira, justamente no lugar de Bortoluzo. Mas esse também não é o entendimento do treinador. “Não. Eu acho que não. A gente simplesmente se posicionou melhor, ficamos mais consistentes defensivamente e defendemos o resultado. Isso faz parte do jogo. Só é praxe usar esse chavão de chamar o adversário para cima. Defendendo com uma linha de quatro e outra de cinco, com jogadores rápidos pelo lado, você pode muito bem sair de trás com qualidade. Isso é comum no futebol”, pontuou Doriva.

Agora, o Tigre enfrenta o Hercílio Luz, na quarta-feira, Marcílio Dias, no sábado, e Chapecoense, no dia 10, todos no Majestoso. Doriva projeta fazer nove pontos para seguir com chances de classificação. “Lamentamos a perda dos dois pontos, mas a gente melhorou e conseguimos um resultado que não era o que queríamos. Mesmo assim, saímos com um ponto e agora temos uma sequência em casa que a gente precisa vencer. Temos que pensar em nove pontos para brigar lá em cima. Se não tivermos essa ideia, vai ficar cada vez mais difícil, pois os adversários estão vencendo”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.