Rincão: decreto regulamenta o trânsito de veículos na orla do Balneário

Entre o dia 1 de junho ao dia 16 de agosto, durante a safra da tainha, os pescadores identificados com carteirinha e adesivos da colônia de pescadores tem o acesso liberado em toda orla.

- PUBLICIDADE -

O prefeito municipal, Jairo Custódio, reuniu nesta tarde de segunda-feira, dia 17, os vereadores do município e o comandante do Destacamento da Polícia Militar de Balneário Rincão, sargento Reginaldo Rizatki, para assinar decreto permitindo a circulação e o estacionamento de veículos automotores em espaço determinado na orla marítima do município no período compreendido entre o dia 1 de junho ao dia 16 de agosto, durante a safra da tainha. Os pescadores identificados com carteirinha e adesivos da colônia de pescadores tem o acesso liberado em toda orla.

“Buscamos delimitar um espaço para que as pessoas também possam circular nesse perímetro determinado na orla. Uma forma de atrair o turista que vem acompanhar a pesca da tainha e comprar um peixe. É um atrativo cultural de nossa cidade, ver os pescadores tirar as redes de pesca e ali mesmo comprar seu peixe. Só pedimos a compreensão de todos para que tenham responsabilidades ao dirigir e respeitem o perímetro que é proibido”, solicita o prefeito Jairo Custódio.

- PUBLICIDADE -

Somente no perímetro compreendido entre a Rua Castro Alves e a Rua Minas Gerais, fica vedada a circulação de veículos automotores na orla. Neste perímetro somente carros autorizados poderão circular, como carros oficiais e pescadores identificados com carteirinha de pescador ou adesivo da Colônia de Pescadores.

“Com esse decreto nossos oficiais poderão realizar seu trabalho. Sabemos que a pesca da tainha gera uma expectativa muito grande na cidade. Os carros identificados com carteirinhas de pescadores e adesivos estão sendo respeitados”, comenta o comandante do Destacamento da Polícia Militar de Balneário Rincão, sargento Reginaldo Rizatki.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.