Poupar e sair do vermelho são metas dos criciumenses para 2019

Ano iniciou com contas inadiáveis e para maioria, a prioridade é manter o orçamento em dia. Guardar dinheiro também está entra as alternativas importantes

Foto: Imagem ilustrativa
- PUBLICIDADE -

Poupar para pagar contas. Essa é a principal prioridade do criciumense para o ano que acabou de iniciar, mas já pesa no bolso com os impostos Predial e Territorial Urbano (IPTU), sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), além do material escolar. A constatação não é muito diferente da realidade do país, conforme um levantamento da Confederação de Dirigentes e Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), as principais metas financeiras de 51% dos entrevistados é juntar dinheiro e de 37% sair do vermelho.

Para o que estão otimistas quanto às finanças pessoais este ano, as perspectivas positivas são: manter o pagamento das contas em dia (69%), fazer reserva financeira (59%) e realizar algum sonho de consumo (57%). Independente do que o ano novo reserva para a vida dos brasileiros, seis em cada dez (58%) afirmam que os efeitos da crise (como desemprego e renda baixa) ainda devem impactar seu dia a dia este ano. Já 26% não enxergam algum tipo de reflexo no cotidiano.

- PUBLICIDADE -

Confira matéria completa na edição do Diário de Notícias de quinta-feira, 10.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.