Nova Veneza: começa a temporada da colheita de arroz

Calor excessivo preocupa alguns rizicultores, mas conforme especialista da Epagri, as expectativas ainda são positivas na maioria das propriedades

- PUBLICIDADE -

Nova Veneza começa a registrar os primeiros trabalhos referentes à colheita de arroz da safra 2018/2019. A agricultura que é a principal fonte de economia da cidade com uma área plantada de 7,8 mil hectares prevê uma produtividade de 150 sacos do produto, em média, por hectare. Os trabalhos tiveram início na última segunda-feira, 21. Segundo o secretário de agricultura do município, Sérgio Ricardo Ugioni, o mercado parece indicar preços melhores do que no último levantamento. “Os preços da saca de 50 quilos de arroz irrigado estão sendo cotadas à R$ 40, melhor do que ano passado”, afirma.

Segundo pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Região Sul terá a melhor produção de arroz do Brasil, a alta deve chegar a 5%, passando de 74,5 milhões de toneladas para 78,2 milhões. Principal centro produtor de grãos do país, o Centro-Oeste tem um crescimento previsto de 2,8%, passando de 101 milhões de toneladas para 103,8 milhões. O especialista em grãos da Epagri, Donato Lucietti, explica que ainda é cedo para definir como será a colheita de arroz nesse ano. No entanto, a maioria dos rizicultores está satisfeita com os resultados preliminares. “Nós encontramos vários cenários na região, alguns estão muito contentes e já comemoram. Outros com algumas dificuldades, mas ainda é cedo para definir um cenário. Esses resultados serão contabilizados em maio”, explica.

- PUBLICIDADE -

Confira a matéria completa na edição do Jornal Diário de Notícias dessa quinta-feira, 31. 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.