Nova mesa-diretora da CDL toma posse em Criciúma

Equipe estará à frente da Câmara em 2019 e 2020. Potencializar comércio nos bairros é uma das bandeiras levantadas

Foto: Matheus Reis/DN
- PUBLICIDADE -

Matheus Reis

Criciúma

- PUBLICIDADE -

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma está oficialmente sob novo comando. A mesa-diretora tomou posse na noite desta quinta-feira, 7, e foi prestigiada por dezenas de pessoas no Centro de Eventos Flor de Lis. A presidente Andrea Gazola Salvalággio recebeu das mãos do presidente da Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC), Ivan Roberto Tauffer, o diploma de posse para a gestão de 2019 e 2020.

Oxigenação

Tauffer relembrou a importância que as CDL de Criciúma tem em Santa Catarina e como uma nova diretoria pode fazer a diferença. “Quando há mudanças de pessoas, há mudanças de ideias. Não que o trabalho que está sendo feito seja ruim, porém, com essa renovação, há oxigenação, que geram ganhos em escala. De Criciúma saem muitas coisas novas que chegam às 208 CDLs do estado e para nossos 44 mil filiados”, aponta o presidente.

De encontro àquilo que foi dito por Tauffer, o ex-presidente da CDL de Criciúma Gelson Philippi garante que a nova presidente se preparou muito para assumir a posição. “Nos quatro anos em que estive à frente ela acompanhou o trabalho. Agora, estaremos juntos no que for preciso para que possamos dar continuidade àquelas bandeiras que já levantamos e para não esquecermos de outras”, avaliza Philippi.

A força dos bairros

Andrea Gazola Salvalággio assume o compromisso de potencializar ainda mais o comércio nos bairros de Criciúma. Com foco nesta bandeira, a partir do dia 18 de março, ela, junto da diretoria, inicia um mutirão de reuniões nas cinco principais regiões da cidade: o Rio Maina, a Santa Luzia, a Próspera, a Quarta Linha e o Centro. “Precisamos entender o que cada um precisa e quais suas necessidades para que possamos fortalecer o comércio em todos o locais”, pontua.

É missão de Andrea, também, fortificar aquilo que a CDL já conquistou, como o Sábado Mais, por exemplo. “Quero conscientizar, sobretudo, aqueles comerciantes que ainda não entendem a importância da data e não abrem. Além disso, queremos mostrar ainda mais o valor do nosso setor, que hoje é responsável, junto dos serviços, por 62,5% dos empregos formais na cidade”, acrescenta.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.