Hora de aumentar a nota

Foto: Daniel Búrigo/Tribuna de Notícias
- PUBLICIDADE -

Lucas Renan Domingos

Criciúma 

- PUBLICIDADE -

A situação do Criciúma no Campeonato Brasileiro da Série B não é nada agradável. O Tigre ainda não venceu na competição e está na zona de rebaixamento e “está com a nota baixa”. Tem sido essa a analogia feita pelo técnico Gilson Kleina para tentar motivar a equipe para vencer o Guarani na noite de hoje, no Estádio Heriberto Hülse. No último domingo, o treinador teve uma longa conversa com o elenco e ele revelou qual foi o teor da cobrança.

“Até citei uma situação ontem. Uma das coisas que mais a gente ama é filho da gente. Mas se o teu filho chegar com uma nota baixa, você tem que punir, dar algum tipo de castigo”, disse o treinador. “É claro que nós não vamos castigar ninguém, mas eles precisam ouvir a verdade. Eu falei para eles que deixamos a desejar. Tiramos uma nota muito baixa, muito ruim. Precisamos recuperar”, apontou o treinador.

E o jogo para isso já é o de hoje, diante do Guarani. Descontente com o que o time apresentou na última rodada, na derrota pra o Atlético-GO, o treinador espera que a equipe que colocar em campo seja capaz de pressionar o adversário desta terça-feira e sair com o resultado positivo.

“Acho que, nos últimos jogos nossos, o que mais chama a atenção é que nós temos o maior número de posse de bola, troca o maior número de passes, porém a gente não está sendo uma equipe contundente. Não estamos sendo um time vertical. Vamos tentar montar outro tipo de mecanismo para ter uma equipe mais efetiva, pelo menos do meio para frente”, destacou o treinador.

Mistério nas escalações de Tigre e Guarani

Na tentativa de tentar surpreender o Bugre, o técnico Gilson Kleina não revelou qual a será a formação utilizada no confronto. No domingo, ele testou um esquema tático diferente, formando uma linha de três zagueiros. Só que ontem, no último treino de preparação para o jogo de logo mais, o técnico fechou a atividade realizada no Estádio Heriberto Hülse.

“Como o tempo é curto, nós aproveitamos ontem (domingo) para fazer uma atitude de variação. Mas isso não quer dizer que vamos trabalhar dessa maneira”, desconversou o treinador. Do lado da equipe paulista, o treinador Vinícius Eutrópio também evitou de passar informações ao Criciúma.

O Guarani fez seu último treino em um hotel na cidade de Nova Veneza. E a imprensa também só pode acompanhar o aquecimento do time do Bugre. Mesmo assim, Kleina afirma já saber qual equipe irá enfrentar na noite de hoje no Majestoso.

“O Guarani é um adversário dificílimo. É um time que jogou muito bem contra o Paraná. O discurso deles é em cima do nosso momento. Temos que bater no peito, fazer o sangue correr, não ser uma equipe desorganizada. Não adianta desequilibrar emocionalmente. temos que ser competitivos, concentrados. Estamos trabalhando um jogo de proposição. Se não der, vamos marcar forte o Guarani. Eles tem Ricardinho que joga muito bem, trabalham uma situação de saída de três. Laterais vão pra cima, os atacantes por dentro. Vamos pegar uma equipe com confiança”, pontuou o treinador.

 

Ficha técnica:

 

Criciúma:

Paulo Gianezini; Maicon, Sandro e Derlan; Adilson Goiano, Eduardo, Marcos Vinícius, Marlon e Wesley; Vinícius e Léo Gamalho.

Técnico: Gilson Kleina

 

Guarani:

Giovanni; Lenon, Ferreira, Xandão e Inácio; Deivid e Ricardinho; Mateusinho, Arthur Rezende e Eder Luis; Diego Cardoso.

Técnico: Vinícius Eutrópio

 

Local: Estádio Heriberto Hülse, Criciúma(SC)

Quando: Terça-feira, 20/05

Horário:  19h15min

Árbitro: Antônio Dib Moraes de Souza(PI), com Márcio Igléssias Araújo Silva(PI) e Alisson Lima Damasceno(PI)

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.