Empresário do Sul catarinense envolvido no tráfico é preso no RS

Com o homem e a esposa estavam cerca de R$ 700 mil e 24 quilos de droga. Ele é proprietário de um pousada na Praia do Rosa, em Imbituba

Foto: Polícia Civil RS/Divulgação
- PUBLICIDADE -

Porto Alegre (RS)

Um empresário do ramo turístico no Sul catarinense foi preso, em Porto Alegre, capital gaúcha. O homem, que possui uma pousada na Praia do Rosa, em Imbituba, tinha mandado de prisão preventiva em aberto desde que a Operação All In foi deflagrada em 2018. Ele foi encontrado junto da esposa com cerca de R$ 700 mil e 24 quilos de entorpecentes, somando maconha, cocaína e crack.

- PUBLICIDADE -

A All In investigou a organização criminosa envolvida com o tráfico de drogas e foi deflagrada no dia 28 de novembro de 2018, tanto em Santa Catarina, como no Rio Grande do Sul e em Mato Grosso do Sul. Na época foram emitidos 46 mandados de busca e apreensão, 35 prisão preventiva, incluindo a do empresário, e 11 medidas cautelares.

A Polícia Civil divulgou nesta quarta-feira, 20, que o casal já estava sendo monitorado no RS há pelo menos duas semanas. O homem acusado pelo crime é dono de uma pousada avaliada em pelo menos R$ 1 milhão. A Polícia acredita que o local foi construído com o dinheiro vindo do tráfico de drogas e utilizado para lavagem de dinheiro.

Relembre a All In

A operação cumpriu, em novembro, os mandados em Imbituba e Garopaba, no Sul catarinense e, ainda, em São José e Florianópolis, na Grande Florianópolis.

As investigações foram coordenadas pelo delegado de polícia titular de Garopaba, Walter Figueiredo Loyola. Elas começaram a partir da apreensão de duas toneladas de maconha com traficantes de Garopaba no início do ano. Na época, uma liderança foi presa e também foram apreendidos carros de luxo e dinheiro

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.