Economia & Investimentos: “a nona estava certa”

Você conhece os FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIOS? Pois eles são as grandes estrelas do momento para quem pensa em comprar um imóvel.

- PUBLICIDADE -

Matheus Rosso – assessor de investimentos

Em uma localidade onde a influência italiana é praticamente onipresente, difícil quem já não tenha escutado a expressão “quem compra terra, não erra”.

- PUBLICIDADE -

Essa máxima, ao longo de décadas, foi responsável pela construção e declínio de grandes fortunas.

No mercado financeiro, para muitos investidores, a terra e o tijolo ainda representam a “grande tacada”. Mas, como tantas outras formas de investimento, o senhor mercado deu a sua contribuição para mudar a forma como a nona comprava seus lotes.

Você conhece os FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIOS? Pois eles são as grandes estrelas do momento para quem pensa em comprar um imóvel. Já imaginou ser dono de uma torre de escritórios em São Paulo ou de um shopping no Rio de Janeiro? Através dos fundos imobiliários isso é possível, já que você adquire “frações” desses empreendimentos e recebe, mensalmente, sua parte dos aluguéis que são arrecadados. Com uma grande vantagem: Esses rendimentos são isentos de IR para as pessoas físicas. Esse é um exemplo já que existem centenas de formatações desses investimentos, sendo a apresentada a mais comum.

Evidente que trata-se de um investimento com algum nível de risco – semelhante aos que você encontra quando compra um imóvel – como vacância, desvalorização, custos de manutenção e reposição, entre outros. Por essa razão, se você se interessou por essa forma de alocação de recursos, procure alguém de sua confiança e faça um estudo mais aprofundado do produto para saber se é adequado ao seu perfil.

A nona vai vibrar de alegria com a sua aquisição certeira.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.