Economia & Investimentos: “Mercado de ações”

Apenas para comparação, nos EUA, o número de investidores em bolsas gira na casa de 200 milhões de pessoas. Não. Você não leu errado.

- PUBLICIDADE -

MATHEUS ROSSO
ASSESSOR DE INVESTIMENTOS

O número de brasileiros cadastrados na B3 (antiga BMF / BOVESPA) atingiu a marca recorde de aproximadamente 1 milhão de investidores neste ano. Número que deveria ser comemorado, não fosse o abismo que nos separa das economias mais desenvolvidas. Apenas para comparação, nos EUA, o número de investidores em bolsas gira na casa de 200 milhões de pessoas. Não. Você não leu errado.

- PUBLICIDADE -

Um dos fatos que acredito estar associado a esse abismo é a maneira imediatista com que tratamos nossas finanças. Preferimos acreditar em soluções mágicas – vejamos o emblemático caso de Betina – a termos consciência e consistência com nossas finanças. O leitor pode se perguntar: mas ações não é isso mesmo? A receita não é comprar na baixa e vender na alta?

Ora, não existe receita pronta e, muito menos a citada acima foi usada por grandes investidores ao redor do mundo. Vou lhe dar um exemplo. No ano passado, a empresa de transmissão de energia TRANSMISSÃO PAULISTA pagou, em dividendos, o equivalente a 10,50% do valor médio das ações. Neste caso, faz sentido ficar vendendo na alta e comprando na baixa? Compare com a poupança que sequer pagou 6% do valor aplicado.

Portanto, se você acredita em fórmula mágica da Betina ou ainda acha que o mercado de ações vive apenas de especulação frente aos valores destas, está na hora de começar a rever seus conceitos. Não custa lembrar: cada investidor possui um perfil e um investimento adequado aos seus objetivos, por isso, informação sempre será o melhor caminho para o sucesso.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.