Criciúma: técnicos do Governo do Estado vistoriam a sede da Amrec

A ideia é que a partir do mês de maio, duas servidoras ligadas aos setores de convênios e prestação de contas do Estado passem atender dentro da sede da Associação de Municípios.

- PUBLICIDADE -

Técnicos do governo do Estado de Santa Catarina estiveram verificando a estrutura da sede da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), hoje no final da manhã (23/04). A ideia é que a partir do mês de maio, duas servidoras ligadas aos setores de convênios e prestação de contas do Estado passem atender dentro da sede da Associação de Municípios. Hoje pela manhã foi vistoriado o prédio onde será necessário a instalação rede lógica e mais algumas adequações na estrutura de divisão de sala para atender os municípios e entidade que possuem convênios com o Estado, como é o caso das Apaes.

Para a coordenadora do Núcleo de Convênios da Associação dos Municípios da Região da Grande Florianópolis (GRANFPOLIS), Zadir Teresinha Pereira, a parceria funcionará como um braço da Casa Civil funcionando dentro da Amrec. Ela explica que o modelo já vem funcionando desde 2016, na sede da GranFpolis, quando foi extinta a Secretaria Regional da Capital. A estrutura será ligada a Central de Atendimento aos Municípios, ligado a Secretaria da Casa Civil (CAM/SCC).

- PUBLICIDADE -

O Consultor da CAM/SCC, Alessandro Vargas, essa nova fase de estruturação do Governo do Estado reforça a articulação junto aos municípios. “Aqui será começo e o fim dos convênios. A parte burocrática e de acompanhamento de execução”, explica.

As Agências de desenvolvimento Regional (ADR) serão extintas no final do mês de abril. Mas as responsáveis pelos departamentos de Convênios e Prestação de contas permanecessem na mesma sede até que a estrutura da Amrec esteja totalmente montada, para evitar descontinuidade no serviço prestado. A previsão é que a mudança acontece em meados de maio.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.