Criciúma: região do Case ainda luta pelas medidas compensatórias

Construção do Centro Socioeducativo gera polêmica entre as comunidades nas proximidades do bairro São Domingos em Criciúma

- PUBLICIDADE -

Em funcionamento desde novembro do ano passado, o Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Sul, no bairro São Domingos em Criciúma, segue recebendo adolescentes infratores. Atualmente, conforme informações do Departamento de Administração Socioeducativo (Dease) de Santa Catarina, o local abriga aproximadamente 40 internos e conta com uma equipe de agentes. No entanto, os moradores das comunidades de Espigão da Pedra, Morro Albino, São Domingos e Vila Maria ainda não receberam nenhuma sinalização das medidas compensatórias pela obra. Eles aguardam melhorias nas estradas, instalação de iluminação e placas indicando o local do Case e das Penitenciarias feminina e masculina.

A situação piora nos dias de chuva como nessa terça-feira, 14, quando o mau tempo durou praticamente o dia todo no município. A presidente do bairro São Domingos, Graça Darós, relatou que as estradas estavam quase intransitáveis. “Está horrível e nós continuamos sem respostas. Estou até desanimada, por isso não planejamos nenhuma outra manifestação”, comenta.

- PUBLICIDADE -

Confira matéria completa na edição do TN dessa quartra-feira, 15.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.