Criciúma: Jorge Lacerda pode pautar audiência pública

Nesta segunda-feira haverá uma reunião da Comissão de Obras da Câmara para tratar do assunto

- PUBLICIDADE -

Bruna Borges

As condições da Rodovia Jorge Lacerda, uma das principais ligações de Criciúma com a BR-101, está prestes a se tornar motivo de audiência pública na cidade. A iniciativa é da comissão formada recentemente por vereadores e moradores das comunidades do entorno da estrada.

- PUBLICIDADE -

“Os moradores pediram e nós estamos planejando chamar uma audiência pública para tratar o assunto Rodovia Jorge Lacerda, esse deve ser o próximo encaminhamento. Na segunda-feira (hoje) teremos reunião da Comissão de Obras da Câmara e já vamos tratar desse assunto”, afirma o presidente da Comissão de Obras do Legislativo de Criciúma, Salésio Lima (PSD).

O problema da malha viária da rodovia é antigo e já foi alvo de muitos protestos. A última manifestação da comunidade foi realizada no dia 16 de maio, quando os moradores queimaram pneus e fecharam a estrada por uma hora. No dia seguinte o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) fez uma operação tapa-buracos.

“A operação tapa-buracos não adianta mais. Fizeram uma há poucos dias e se você for hoje lá parece que nem teve nada, já voltaram todos os buracos. Essa rodovia é da época do prefeito Altair Guidi e nunca tem a revitalização”, comenta a moradora do Bairro Verdinho, Maria Aparecida da Silva.

Deinfra foi consultado

A comissão de vereadores e comunidade já contou com a presença dos representantes do Deinfra em uma das reuniões marcadas para discutir o assunto, mas nada ficou garantido no sentido de realização de obras. “Desde 2013 tem o projeto de revitalização, mas não se faz nada. A resposta do Deinfra é de que não tem recurso e de que é preciso falar com o governador”, afirma Maria Aparecida.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.