Criciúma: Ideia inovadora cria aplicativo para controlar gastos de gestores públicos

Iniciativa foi a vencedora do projeto Fábrica de Ideias desenvolvido na Satc

- PUBLICIDADE -

Um aplicativo que reúna os dados de gastos dos gestores públicos. Vereadores, prefeitos, deputados e governadores teriam suas contas divulgadas de uma maneira mais simples. É dessa forma que estudantes do ensino técnico da Satc querem fazer com que a sociedade tenha o acesso a dados, entenda mais sobre política e acompanhe o dia a dia de quem elegeu. Apresentado pelo grupo “Ministério do Povo”, o aplicativo é uma das propostas do projeto Fábrica de Ideias.

A iniciativa foi idealizada pelos estudantes Bruno Venturini, Vitória Traldi Olivo, Lucas Siqueira Sosa e Lucas Henrique da Rosa Urbano, com a orientação do professor Vagner Rodrigues. Os dados sobre os gastos dos políticos estão disponíveis em páginas da transparência, mas a ideia dos jovens é criar o aplicativo unindo todas as informações e deixando tudo de uma maneira clara e acessível para a população.

- PUBLICIDADE -

O Fábrica de Ideias, que envolveu alunos do ensino técnico, estimulou a criatividade e propôs como desafio que eles apresentassem sugestões inovadoras. “O vencedor já terá sua ideia instalada no Cocreation Lab, a pré-incubadora da Satc. Eles terão a monitoria para colocar em prática”, afirmou o coordenador do Cocreation, Gustavo dos Santos De Lucca.

Três equipes apresentaram as propostas criadas e ampliadas durante as reuniões do projeto. Além do aplicativo que reúne os gastos dos políticos, também surgiram iniciativas de produzir um carro com motor movido à pneumática e um controle para diminuir a rotação do motor do ar-condicionado, reduzindo seu consumo de energia.

“É importante enaltecer o espírito empreendedor dos alunos, que se dedicaram, vieram fora do horário da aula e apresentaram ideias realmente interessantes”, destacou a coordenadora do ensino técnico da Satc, Adriana Just Schmidt.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.