Criciúma: Feira da Agricultura Familiar atrai moradores e beneficia agricultores

Iniciativa foi realizada nesta quinta-feira (5) e contou com mercadorias produzidas pelos agricultores de Criciúma

- PUBLICIDADE -

Quem passou pelo Paço Municipal Marcos Rovaris nesta quinta-feira (5) teve a oportunidade de adquirir mercadorias produzidas pelos agricultores de Criciúma. Pela quarta vez, das 9h às 17h, a Administração Municipal, através da Gerência de Agricultura e Agronegócio, em parceria com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), promoveu a Feira da Agricultura Familiar.

A iniciativa reuniu aproximadamente 14 agricultores. Os produtos foram comercializados em frente à entrada principal da sede da Prefeitura de Criciúma. Os chips de banana verde da agricultora Adriana Rosso foi um dos produtos que fizeram sucesso na última edição e voltaram com novidades nesta quinta-feira. “Sou pioneira na fabricação aqui na região e o pessoal continua gostando bastante. Temos os sabores natural, temperado, salgado e doce, feito em gordura de palma. A oportunidade de mostrar e vender nossos produtos tem sido ótima”, destaca.

- PUBLICIDADE -

Foram vendidas frutas como banana sem agrotóxico, legumes, bolos (alguns sem lactose), doces, amendoim, pamonha e milho-verde, além de mudas de flores para o dia das mães, cactos e suculentas, chás e temperos como alecrim e manjericão. “Vieram mais agricultores que o esperado, trazendo mais variedades de produtos, novidades como o artesanato e a cuca. Isso me alegra. Penso que cada vez mais é preciso dar oportunidade para o agricultor vender seus alimentos de forma direta”, comenta a gerente de Agricultura e Agronegócio da Prefeitura de Criciúma, Maristela Borgert Bresciani.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.