Criciúma: consumidores antecipam compra do material escolar

Consumidores iniciaram pesquisa de preços no mês de novembro e as lojas de Criciúma já registram um alto movimento de consumidores

- PUBLICIDADE -

O recesso de verão está longe do fim, mas os pais estão de olho na lista de materiais escolares dos filhos. Na tarde de terça-feira,9, as papelarias de Criciúma registraram um movimento acima do esperado para essa época do ano, já que as aulas nas escolas da Rede Estadual terão início no dia 11 de fevereiro e as Municipais em 19 de fevereiro.

A gerente, Aline Tavares De Lima, afirma que a procura começou em novembro, um pouco mais cedo do que o esperado, mas a maioria dos consumidores deve deixar para comprar na última hora, no final do mês de janeiro. A lista custa no mínimo R$ 200 dependendo dos itens e marcas escolhidas pelos consumidores.

- PUBLICIDADE -

“O final do mês de janeiro será mais forte, porque grande parte deixa para última hora e muitos estão apenas fazendo pesquisas de preços. A lista pode custar R$ 200, mas depende de marca e detalhes de cada item. Esperamos uma movimentação igual a dos últimos anos, acredito que não será muito diferente”, afirma a gerente.

Confira a matéria completa na edição do Jornal Diário de Notícias de quarta-feira, 9.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.