Chega de olhar para baixo

Criciúma define meta até a parada para a Copa América: estar na parte de cima da tabela

Foto: Daniel Búrigo/Tribuna de Notícias
- PUBLICIDADE -

Lucas Renan Domingos

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Dá para dizer que o primeiro turno do Campeonato Brasileiro da Série B será dividido em duas etapas. Na primeira parte, serão oito jogos até a parada para a Copa América. Na segunda etapa, após uma pausa de mais de um mês, serão mais 11 rodadas para completar o turno. E até o vácuo na competição, o Tigre tem uma meta que deseja cumprir.

Nas primeiras rodadas da Série B, o Criciúma evitava falar em metas de pontos até a parada para a Copa América. Mas, com três rodadas jogadas e nenhuma vitória, a preocupação do Tricolor começa a aumentar. E, agora, já começa a escapar da boca do técnico Gilson Kleina e de alguns jogadores o objetivo do Tigre até a pausa no campeonato.

“A cada jogo temos que ter uma melhoria. A gente sabe como é pontos corridos. São oito jogos até a parada que a gente tem que tentar ficar entre os dez. Ficando ali você está mais próximo depois do nosso sonho que é o acesso”, disse Kleina após o empate com o América-MG no último sábado.

A recuperação precisa vir rápido

Está aí, então, a primeira intenção do Criciúma na Série B. A tarefa não tem sido fácil, é verdade. Basta olhar a tabela. O Tigre tem deixado escapar pontos importantes. Em três jogos, foram dois empates e uma derrota. Um aproveitamento de 22,2%. Enquanto o Guarani, por exemplo, o décimo colocado, que agora passa ser o primeiro alvo do Tigre na competição, tem o dobro disso, 44,4% – tem uma vitória, um empate e uma derrota.

“A gente está buscando. Não estamos aceitando também essa situação. É duro falar de paciência no futebol. Mas é uma coisa que vamos ter que muito pé no chão. Tenho que conversar com a minha equipe, ver os ajustes e ver o que a gente pode melhorar”, projetou o treinador sobre o confronto com o Atlético-GO, na próxima sexta-feira.

E Kleina não é o único incomodado. “Nosso grupo fica sentido. O torcedor pode ter certeza disso. Não tem pessoa mais interessada que o nosso time encaixe do que eu. Se olhar a tabela, a pontuação é ruim, mas pelo desempenho que estamos apresentando, houve situações que melhoraram”, disse, positivamente, o técnico.

*Veja matéria completa na edição desta quarta-feira, 14, do Tribuna de Notícias

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.