Celesc volta atrás e decide que Núcleo Regional permanece em Criciúma

O documento de consenso foi assinado pelos representantes da região e pela direção executiva da Celesc. Ficou acordado que o núcleo será locado num novo imóvel, e o prazo de mudança será de até 60 dias.

- PUBLICIDADE -

Após reunião com a comitiva de lideranças do Sul na sede da Celesc, em Florianópolis, o Núcleo Regional da empresa permanecerá em Criciúma. A decisão foi anunciada pela presidência da Celesc durante reunião com deputados do Sul, ainda pela manhã. Nesse encontro participaram os deputados Ada de Luca (MDB), Luiz Fernando Vampiro (MDB), Jessé Lopes (PSL) e José Milton Scheffer (PP) e Rodrigo Minotto (PDT).

Para o prefeito Clésio Salvaro, que articulou o encontro junto com deputados, vereadores, presidentes de cooperativas de energia e líderes empresariais, o argumento baseado em números e informações técnicas, convenceu o presidente das Centrais Elétricas de Santa Catarina, Cleicio Poleto Martins, quão importante é a permanência da sede na maior cidade do Sul do Estado.

- PUBLICIDADE -

O documento de consenso foi assinado pelos representantes da região e pela direção executiva da Celesc. Ficou acordado que o núcleo será locado num novo imóvel, e o prazo de mudança será de até 60 dias.

“Tinhamos convicção desse cenário. Desde que soube da informação e convidei as lideranças para uma reunião de urgência na prefeitura, lutamos juntos para tentar essa conversa. Política é diálogo, entendimento. Saímos daqui satisfeitos. A região toda ganha com essa decisão”, afirma o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.