Autor de homicídio é condenado a 15 anos de prisão

Em 2017, em Içara, Jhonata Duarte Bittencourt matou sua madrasta com um tiro de garrucha

Fórum de Içara. (Foto: Divulgação/DN)
- PUBLICIDADE -

Lucas Renan Domingos

Içara

- PUBLICIDADE -

Em sessão do Tribunal do Juri da comarca de Içara, Jhonata Duarte Bittencourt, de 30 anos, foi condenado a 15 anos e seis meses de prisão em regime inicialmente fechado pelo assassinato de sua madrasta, ocorrido no município, no bairro Raichaski, em 2017. A  sessão foi presidida pela juíza substituta da 2ª Vara Criminal, Caroline Freitas Granja.

Ele foi enquadrado no crime de homicídio qualificado, mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, já que ela foi atingida com um tiro de garrucha na cabeça.  A magistrada também negou o direito de que Bittencourt, que está preso desde a época do crime, recorra em liberdade. Além da autoria do homicídio, o Conselho de Sentença também reconheceu o porte ilegal de arma de fogo e munição de uso restrito. O réu terá que cumprir a pena e efetuar o pagamento de multa.

Relembre o caso

O homicídio aconteceu no dia 12 de junho de 2017. Segundo as investigações, a vítima foi morta ainda no local após ser atingida pelo disparo da arma de fogo, causando traumatismo cranioencefálico.

O crime foi motivado por conta de uma briga. Bittencourt e seu pai haviam ido até um bar da cidade e depois retornaram para casa para buscar mais dinheiro. Foi então, que o condenado efetuou o disparo contra a vítima.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.