- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Fotos: Letícia Martins/Guarani Press

Vexame! Com a quinta derrota consecutiva, o Criciúma faz o pior início em toda a história de participações na Série B. A nova derrota aconteceu, na noite desta terça-feira, para o Guarani, em Campinas. O 1 a 0 ficou barato para o time carvoeiro. Criando pouco e marcando mal, o time foi muito ameaçado e poderia ter sido goleado no interior paulista. O sistema defensivo esteve inseguro e os laterais deram muito espaço para o Bugre Campineiro, além disso, sem armação de jogadas, os atacantes não tiveram grandes chances para fazer o gol.

O Tigre começou o jogo marcando forte, conforme a promessa do técnico Argel Fucks. As tentativas ofensivas surgiam nos contra-ataques. Porém, o time da casa passou a crescer na partida. Aos seis minutos, Sueliton errou a saída de bola pela direita, ele se atrapalhou com Sandro, Rondinelly ficou com a bola e avançou. Ele entrou na área e Luiz fez uma grande defesa, nos pés do atacante do time da casa, evitando o gol do Guarani. Aos oito minutos, Anselmo Ramon deu uma “caneta” em Enzo, tabelou com Lenon e chutou, mas a bola pegou em Fábio Ferreira e ficou para Luiz. O time da casa aumentava o volume de jogo e passava a pressionar o Criciúma. Aos 14 minutos, após um bate e rebate, Eduardo foi afastar a bola e acertou o pé do atacante Bruno Nazario, que caiu, mas o árbitro nada marcou.

Aos 18 minutos, Sandro cometeu uma falha bisonha, Rafael Longuine entrou na área, tentou driblar o goleiro Luiz, que fechou o ângulo. A bola sobrou para Anselmo Ramon que chutou forte, mas o mesmo Sandro se redimiu e salvou de peito, em cima da linha, evitando o gol do Guarani. Aos 22 minutos, o Tigre parou, Anselmo Ramon ficou com a bola, pela direita, e cruzou, mas Rafael Longuine finalizou pela linha de fundo. Mais uma chance perdida pelo Bugre. Aos 27 minutos, Sandro errou outro passe para Liel, Bruno Nazario recebeu pela esquerda e cruzou para Anselmo Ramon que não alcançou. Sucessão de erros do Criciúma na partida.

Os laterais do Tigre davam espaço para as jogadas de linha de fundo do time da casa. Aos 33 minutos, após tentativa de ataque do Criciúma, o Guarani ficou com a bola. Rondinelly lançou Bruno Nazario que entrou frente a frente com Luiz e bateu pela linha de fundo. Nova chance desperdiçada pelo time da casa. O primeiro chute a gol do Criciúma aconteceu aos 36 minutos: Sueliton tocou para João Paulo, na direita, ele girou em cima da marcação e chutou forte, a bola passou perto da trave de Bruno Brigido. O Tigre equilibrou o jogo, após os 30 minutos do primeiro tempo e saiu da pressão exercida anteriormente pelo time campineiro.

Entretanto, aos 41 minutos, Anselmo Ramon recebeu pela direita, passou por Sandro, tocou para Longuine que enfiou na área para Bruno Nazario: ele recebeu na marca do pênalti, sem marcação, e fuzilou o goleiro Luiz para marcar: 1 a 0 para o Guarani. Dois minutos depois, Longuine ficou cara a cara com Luiz e chutou para mais uma boa defesa do capitão Carvoeiro. O Criciúma voltou a se perder no jogo nos últimos cinco minutos da etapa inicial e poderia ter tomado mais gols na primeira etapa. “Está acontecendo a mesma coisa dos outros jogos: a gente combina uma coisa, chega em campo e não acontece. Agora, temos que ouvir o que o professor tem a dizer e precisamos virar o jogo de qualquer jeito. Não dá pra ficar como está”, disse o meia Élvis, no intervalo.

Na etapa final, logo no primeiro minuto, Rafael Longuine lançou Bruno Nazario na área e ele marcou o gol, mas o bandeirinha, erroneamente, anulou o gol. Dois zagueiros do Tigre davam vantagem para o atacante do time da casa. Com Nicolas no lugar de Lucas Coelho, o Criciúma tentava aumentar a pressão sobre o Guarani. Aos 10 minutos, Élvis chutou de fora da área e Bruno Brigido fez uma grande defesa para escanteio. Na jogada seguinte, Rondinelly foi lançado por Marcílio e, na entrada da grande área, tentou encobrir Luiz, mas pegou mal na bola e errou de forma ridícula.

Aos 16 minutos, Andrew foi lançado por Liel, chegou na linha de fundo e cruzou, João Paulo passou pela bola que sobrou limpa para Nicolas, ele finalizou forte e a bola caprichosamente saiu, perto da trave. Em 20 minutos de segundo tempo, o Criciúma fez mais do que na primeira etapa. Aos 22 minutos, uma das poucas chegadas do Guarani no segundo tempo: Marcílio recebeu na área e chutou forte para a defesa de Luiz. O Tigre seguiu com mais volume de jogo e próximo do gol. Aos 28 minutos, Élvis cobrou o escanteio, Nicolas desviou, Bruno Brigido espalmou mal, mas ninguém completou para o gol.

Aos 31 minutos, Erik apareceu sozinho pela esquerda, ele passou por Sueliton e cruzou rasteiro para Anselmo Ramon que bateu pela linha de fundo, muito perto da trave. O Tigre se atirou para o ataque para tentar o empate e deixava espaços na defesa. Sem articulação de jogadas pelo meio, o Criciúma tentava igualar com jogadas laterais, sem sucesso. No fim, nova derrota e vexame do Tigre na Série B: cinco derrotas consecutivas. “Nós temos que reagir. O primeiro tempo foi abaixo. No segundo, tentamos, mas a bola teima em não entrar. Temos que saber jogar os dois tempos da mesma forma. O negócio é trabalhar cada vez mais. Falar menos e fazer mais”, finalizou o goleiro Luiz, no encerramento do jogo.

Campeonato Brasileiro – Série B – 5ª Rodada

08/05 (terça-feira) – 19h15min – estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas/SP

GUARANI

Bruno Brígido; Lenon, Maia, Edson Silva e Marcílio; Baraka, Ricardinho e Rafael Longuine (Erik); Rondinelly (Denner), Anselmo Ramon e Bruno Nazário (Guilherme); Técnico: Umberto Louzer.

CRICIÚMA

Luiz; Sueliton (Kalil), Sandro, Fábio Ferreira e Enzo; Liel e Eduardo; João Paulo, Élvis e Maílson (Andrew); Lucas Coelho (Nícolas); Técnico: Argel Fucks

Arbitragem: Mayron Frederico dos Reis Novais; Auxiliares: Antônio Adriano de Oliveira e Carlos André Pereira Sousa. (Trio do MA)

GOL: Bruno Nazário (41/1T) (G)

Cartões Amarelos: Fábio Ferreira, Lucas Coelho, Élvis, Eduardo e Andrew (C); Maia (G)

Cartões Vermelhos: Élvis (após o apito final)

Público: 2.511

Renda: R$ 30.125,00

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.