- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O Tricolor Carvoeiro pode terminar a noite desta quinta-feira fora da zona de rebaixamento da Série B pela primeira vez neste ano. Para isso, os comandados de Mazola Júnior precisam superar o Figueirense, a partir das 21 horas, no estádio Heriberto Hülse. Porém, o treinador sabe das dificuldades que o time encontrará e ressalta que o desempenho terá que ser “quase perfeito” para obter o resultado positivo. “Vamos ter que fazer um jogo quase que perfeito para conseguir esse resultado. A gente espera que seja um jogo melhor do que foi contra o São Bento. No sábado, não fomos perfeitos”, comentou.

No futebol se diz que, clássico não se joga, se ganha. Para manter a máxima, Mazola sabe exatamente o que o time precisa fazer em campo: se ater aos detalhes, bola parada e encaixe nas marcações. “Com certeza, será um jogo muito mais prático do que propriamente plástico. Os clássicos, normalmente, se caracterizam assim, ainda mais aqui no Sul do país. Nós vamos ter que estar no nosso melhor, em uma grande noite, para conseguir vencer a bela equipe do Figueirense”, ressaltou.

Situação complicada sem o centroavante de ofício

João Paulo atuará com a função de centroavante. Embora não seja originário da posição, é o atleta que apresenta características mais parecidas com Zé Carlos e Lucas Coelho, lesionados. “A gente vê no João capacidade e qualidade para fazer esse trabalho um pouco mais dentro da área e não a obrigatoriedade para marcar laterais, como ele faz quando joga ao lado do campo”, explicou Mazola.

Apenas com Kalil como “camisa 9”, o técnico carvoeiro começa a repensar o esquema tático. É possível que ele não altere a forma de jogar hoje, mas já estuda alternativas para os próximos jogos. Mazola comenta a situação de atuar com três volantes. “Talvez seja a plataforma tática que mais tenha se adaptado às características dos nossos jogadores, mas agora também, com a ausência desse centroavante, da referência, começa a ficar meio complicada essa situação de jogar com três volantes sem a referência na frente. Você precisa de mais gente no ataque, chegando dentro da área, e nossos meias não têm essa característica”, enfatizou.

Campeonato Brasileiro – Série B – 14ª Rodada

05/07 (quinta-feira) – 21 horas – estádio Heriberto Hülse

CRICIÚMA

Luiz; Sueliton, Nino, Fábio Ferreira e Marlon; Eduardo, Marlon Freitas, Luiz Fernando e Élvis; Vitor Feijão e João Paulo. Técnico: Mazola Júnior

FIGUEIRENSE

Dênis; Diego Renan, Nogueira, Cleberson e Lazaroni; Zé Antônio, Matheus Sales (Pereira), Renan Mota, João Paulo e Gustavo Ferrareis; Henan (André Luis). Técnico: Milton Cruz

Arbitragem: Vinícius Furlan; Auxiliares: Herman Brumel Vani e Luiz Alberto Andrini Nogueira (Trio de SP)

Atletas Relacionados:

Goleiros: Luiz e Júnior Belliato
Laterais: Sueliton, Marlon e Artur
Zagueiros: Nino, Fábio Ferreira e Ianson
Volantes: Eduardo, Marlon Freitas, Ralph, Liel e Jean Mangabeira
Meias: Luiz Fernando, Elvis, Alex Maranhão, Nicolas e Wallacer
Atacantes: Vitor Feijão, João Paulo, Andrew, Julimar e Kalil

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.